Leia também:
X EUA: Billy Graham ganhará homenagem no Capitólio

Faculdade fica em alerta por antifas que ameaçaram cruz

Grupo alegou que símbolo é racista

Ana Luiza Menezes - 04/08/2020 21h26 | atualizado em 07/08/2020 09h17

Cruz na área externa da New Hope Christian College Foto: New Hope Christian College

Uma faculdade cristã em Eugene, no estado americano do Oregon, segue em alerta contra ativistas radicais que ameaçaram derrubar uma cruz que está no campus há décadas. Membros da Antifa afirmaram que a cruz é um símbolo racista. Eles querem que a cruz seja removida do campus da New Hope Christian College.

Em uma publicação no Facebook, a faculdade escreveu que a cruz incorpora a esperança e o amor incondicional de Deus. As informações são da CBN News.

– A história da cruz e como ela veio a residir em nosso campus foi bem documentada ao longo dos anos, e não há evidências que sugiram que nossa cruz tenha raízes diretas no racismo que não tenha sido em Skinner Butte, o mesmo local onde eventos racistas foram realizados na década de 1920. As pessoas que se referem à nossa cruz como a cruz ‘KKK’ são falsas – informou o texto da instituição.

A escola diz que a cruz não existia na época e nem existia até décadas depois.

– Entre 1934-1964, cruzes de madeira foram exibidas no Skinner Butte; essas cruzes não estavam associadas às atividades racistas da década de 1920, mas simplesmente poderosos símbolos de esperança situados acima da cidade de Eugene – ressaltou ainda um comunicado exibido no Facebook.

Na última sexta-feira (31), integrantes da comunidade cristã local foram até a faculdade para orar e clamar pela proteção de Deus. Tim Ravan, da Global Connectors, afirmou à CBN que sem oração nada acontece.

– Há um forte núcleo de pessoas defendendo o que é certo. Isso é assunto do reino e a igreja precisa ser despertada. Estamos em pé pela cruz – declarou.

Também no último fim de semana, pessoas não-cristãs manifestaram apoio à instituição.

– Os não-crentes estavam lá para apoiar a escola. As pessoas estavam realmente reagindo, se levantando e fazendo alguma coisa – contou Ravan.

A cruz acabou não sendo depredada, mas o pastor Wayne Cordeiro, da New Hope, afirmou que o local continuará sob vigilância.

Leia também1 EUA: Billy Graham ganhará homenagem no Capitólio
2 Kim recorre a pastor para salvar casamento com Kanye
3 Pr. Téo Hayashi sobre noivado de Luma Elpidio: "Passo de fé"
4 Luma Elpidio conta detalhes sobre seu noivado
5 'Deus não enviou a pandemia, Ele permitiu', diz pe. Manzotti

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.