Leia também:
X “Sou uma nova mulher em Cristo”, destaca Mariana Paes

“Quero dizer que encontrei Jesus”, declara iraniano batizado

Publicação sobre ex-muçulmano convertido ao evangelho ganhou repercussão nas redes sociais

Ana Luiza Menezes - 12/02/2021 16h58 | atualizado em 12/02/2021 18h02

Iraniano foi batizado em uma banheira Foto: Reprodução

Na terça-feira (9), o pastor Samuel F. Nielsen, líder de uma igreja na Turquia, publicou fotos de um ex-muçulmano sendo batizado em uma banheira. O post emocionou cristãos de todo o mundo e ganhou bastante repercussão nas redes sociais.

O nome do homem não foi divulgado. Ele é iraniano e cresceu como muçulmano. Identificado como “M”, ele teria tido o primeiro contato com o cristianismo ao conhecer uma mulher católica.

– Uma mulher falou de Jesus para a minha mãe, quando eu era pequeno. Como a minha mãe não sabia ler ou escrever, esta mulher explicou-lhe sobre Jesus, o seu amor e [a sua] salvação. Infelizmente, não pôde deixar-lhe a sua Bíblia, mas, em vez disso, deu-lhe uma pequena estátua de uma mulher com seu filho (Maria e Jesus) e disse: “Nunca tenha medo, essa criança vai te proteger” – disse ele ao pastor Samuel.

A mãe dele não compreendeu tudo o que foi dito pela mulher católica, mas decidiu manter a estátua e passou a dizer aos filhos que Jesus iria cuidar de todos. Durante a guerra no Irã e no Iraque, a mãe de “M” dizia que eles deveriam ter confiança porque Jesus estava com eles.

– Algo aconteceu dentro de mim. Comecei a acreditar que Jesus era meu guardião – contou o iraniano.

Apesar das palavras de sua mãe, ele cresceu e tornou-se um muçulmano devoto. “M” voltou a ouvir sobre Cristo quando se mudou para a Turquia, onde acabou sendo batizado.

– Ter vindo para a Turquia e ter ouvido falar de Jesus mudou minha vida. Aceito seu perdão e seu sacrifício na cruz. Ele é meu Senhor e meu Salvador. Quero voltar ao Irã para orar pela minha mãe e dizer que encontrei Jesus – disse ele, pouco antes do batismo.

Segundo o pastor Samuel, o homem iraniano foi levado à igreja por um colega de trabalho. Após passar a frequentar os cultos, ele “tinha mil perguntas e fome por conhecer Jesus”.

– Dias atrás, eu tive o privilégio de batizá-lo. Por segurança, fizemos isso em um pequeno apartamento, horas antes de ele voltar para o Irã, para evangelizar toda a sua família. Ore por “M”, por sua mãe e por toda a família, que ouvirá a mensagem de Jesus – pediu o pastor.

Post do pastor Samuel F. Nielsen Foto: Reprodução

Leia também1 "Sou uma nova mulher em Cristo", destaca Mariana Paes
2 MK Books lança Eu Creio Na Pregação, de John Stott
3 Igreja do Recreio promove 5 dias de conferência para jovens
4 Pastora da Hillsong pede perdão por ofensas a mulheres em 2003
5 Bispo critica nova Campanha da Fraternidade com temática LGBT

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.