Leia também:
X Pastor alerta fiéis: Cristão petista ou psolista ‘está desviado’

Ex-cantora do Pussycat Dolls se batiza e decide servir ao Senhor

No auge da fama, a cantora chegou a fazer um aborto para se manter na carreira

Monique Mello - 02/07/2021 16h31 | atualizado em 02/07/2021 18h04

Kaya Jones diz que batismo foi um sonho Foto: Reprodução/Instagram

Kaya Jones, ex-integrante do grupo Pussycat Dolls, decidiu servir a Deus após experimentar o que chamou de batismo de “mudança de vida”, no final de maio. A cantora conta que já dividiu o palco com artistas consagrados, porém não se compara a cantar com Jesus.

– Eu cantei com Jagger, Britney, Fergie, Katy Perry [e] muitos outros. Nada [nem] ninguém se compara a cantar com Jesus – escreveu nas redes sociais.

– Foi um sonho que se tornou realidade ser batizada por esta mulher que me trouxe a Cristo por meio da TV – disse, referindo-se à pastora evangelista Paula White, que pastoreia a Igreja City of Destiny, em Apopka, Flórida, e que serviu como conselheira espiritual do ex-presidente Donald Trump.

A cantora descreveu White como “muito gentil, muito cordial, totalmente cheia do Espírito e sorridente, brilhando com o Espírito Santo e a paz que estão dentro dela”.

No rastro da eleição de 2020, um dos produtores de White viu algumas postagens de Jones em mídias sociais e perguntou-lhe se ela estaria interessada em apresentar um podcast semanal no Life Network for Women de White. Pouco depois de lançar o podcast Mensagens com Kaya, Jones começou a visitar a Igreja City of Destiny.

Kaya Jones compartilhou o momento de seu batismo nas redes sociais Foto: Reprodução/Instagram

A ex-artista das Pussycat Dolls disse que começou a “realmente entrar na Palavra e viver nela”. Logo depois, Jones perguntou sobre ser batizada porque queria “receber a purificação pela água com o Espírito Santo”.

A transformação de Jones também impactou sua família. Sua mãe voltou à igreja e seu namorado se tornou “mais imerso” nas Escrituras por causa da mudança visível na cantora, que ela diz ser atribuída somente ao Espírito Santo.

Jones lembra que “não estava servindo a Deus” quando se juntou às Pussycat Dolls e sabia disso. Ela admitiu que, na indústria do showbiz, o que importa é “glorificar a si mesmo”.

Influenciada pela indústria, a cantora também chegou a passar por um aborto, pelo qual lamenta.

– Como alguém que fez um aborto ‒ e como outras mulheres que também conheço ‒, lamentamos não ter nossos filhos. É uma questão realmente importante para falar agora, mais do que nunca, porque as pessoas estão glorificando isso e estão realmente dando conselhos horríveis – declarou.

Kaya Jones integrou o Pussycat Dolls no início dos anos 2000 Foto: Reprodução

O plano de Jones agora é trabalhar totalmente em prol do Reino. Além de apresentar o podcast Mensagens com Kaya, ela atua como vice-presidente e produtora executiva no Conflix Studios, com sede na Flórida, uma produtora de conteúdo conservador, com objetivo de fazer filmes cristãos em contraponto ao que tem sido produzido por Hollywood.

A cantora expressou esperança de que um número crescente de artistas ‒ atores e músicos ‒ estejam manifestando sua fé cristã. Ela citou, por exemplo, Justin Bieber, que lançou o EP cristão Freedom (Liberdade).

Leia também1 The Chosen tem alcançado ateus e agnósticos, diz criador da série
2 China: Missão explica como é a perseguição aos cristãos
3 Wizard sobre a CPI: 'O Senhor lutará por vós, e vós vos calareis'
4 Jean Wyllys critica "governador gay" e aponta oportunismo
5 EUA: Pastor diz que Biden está "possuído por demônios"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.