Leia também:
X Malafaia pede que Bolsonaro convoque as Forças Armadas

Ex-bruxa dá testemunho sobre libertação: “Eu me rendi ao Senhor”

Experiência de Jenny Waver com o ocultismo começou na adolescência

Ana Luiza Menezes - 19/03/2021 19h18 | atualizado em 19/03/2021 19h34

Ex-bruxa, Jenny Waver Foto: Reprodução

A ex-bruxa Jenny Waver revelou que se envolveu com o ocultismo quando era adolescente. Ela cresceu na Flórida, EUA, em uma família desestruturada.

O pai de Jenny abandonou a família quando ela tinha apenas 13 anos. Vivendo apenas sob os cuidados da mãe, ela e seus irmãos enfrentaram dificuldades financeiras.

A jovem disse que passou a pensar que Deus não a amava. Suas declarações foram dadas ao programa Club 700, da emissora cristã CNB.

– Sempre pensei que Deus estava desapontado comigo. Eu achava que não era digna o suficiente para ser amada, para ser considerada, para ser cuidada – lembrou.

Naquela época, Waver começou a fumar maconha. Ela também viu um filme sobre bruxas adolescentes e quis saber mais sobre o assunto, passando a ler sobre temas como Wicca e ocultismo.

Não demorou até que Jenny iniciasse a prática de feitiços ao lado dos colegas que tinha.

– A religião wiccaniana é: ‘Faça o que quiser, mas não faça mal a ninguém’. É como, ‘Oh, é a bruxa boa.’ Eu senti que tinha poder. E, então, passei a olhar para isso como: ‘Ah, isso é a coisa mais incrível de todas’ – relatou.

Aos 17 anos, ela fugiu de casa por causa de uma briga com a mãe. Ela também acabou abandonando a escola e foi morar em outro imóvel com os amigos que tinha, se aprofundando também em outros comportamentos nocivos.

– E eu estava tão quebrada e machucada o tempo todo, que me envolvi nas coisas mais loucas que você poderia imaginar e simplesmente me entreguei a quem quer que fosse, a qualquer hora, o que quer que fosse. Não importava.

LADO SOMBRIO
Depois, Waver foi morar com uma menina que vinha de uma família de bruxas. Ela teve acesso a novas práticas ocultistas, que pareciam ser inofensivas e divertidas. Mas, então, foi aberto um “novo mundo” escuro e assustador.

– Você sentiria espíritos demoníacos literalmente passando por você como um ser humano estava passando por você, tocando em você, raspando a parede. Foi de, ‘Oh, isso vai ser muito divertido’, para: ‘Vou sufocar você até a morte’.

Jenny ficou com medo e parou de se envolver com bruxaria, mas passou a ser atormentada por demônios. Ela também estava escravizada pelas drogas e sentia que morreria daquele jeito.

– Eu apenas dizia: ‘Se eu morrer agora, eu simplesmente morrerei agora’.

CLAMOR
Mas, um dia, a jovem decidiu pedir ajuda a Deus.

– Eu simplesmente caí de joelhos e gritei o mais alto que pude: ‘Deus, me ajude’. E foi como o grito mais alto e mais longo. Lembro-me de gemer, ‘Ohhhh, por favor.’ E eu não vi relâmpagos, não vi nada disso, mas senti uma paz. E foi a primeira vez que senti o Senhor me dizendo em meu coração, meu coração, ‘Eu vou te ajudar. Eu vou te ajudar’.

Após aquela experiência, Waver foi presa. Ela tinha sido condenada e teria que completar um tratamento contra a dependência química. Nesse período, a jovem começou a ser ensinada sobre Deus.

No testemunho, ela narrou a oração que fez ao entregar sua vida ao Todo-Poderoso.

– Eu simplesmente chorei e disse: ‘Deus, eu só quero que você me ajude. Eu realmente quero amar as pessoas, mas havia uma dureza. E eu apenas pedi ao Senhor para pegá-lo. E eu disse: ‘Deus, vou te dar minha vida hoje’. E eu me rendi ao Senhor. Jesus veio correndo atrás de mim. Quando eu o xinguei, quando literalmente disse o pior tipo de palavra que você pode imaginar para Deus, e o tempo todo Ele chamando meu nome, dizendo: ‘Não, ela é minha filha. Eu vou atrás dela’ – falou.

RESTAURAÇÃO COMPLETA
O processo de libertação de Jenny levou tempo. Um dia, apesar de já estar convertida ao evangelho, ela sentiu que ainda havia uma presença maligna a acompanhando. Em um culto de libertação, uma mulher disse para ela falar em alta voz que renunciava à bruxaria. Foi então, que demônios se manifestaram para impedi-la de falar. Mas, finalmente, ela conseguiu ser totalmente liberta.

Waver também se reconciliou com sua mãe e teve a chance de conversar com o pai antes que ele morresse. Fora isso, o marido dela foi liberto das drogas.

Jenny e o esposo são pais de uma menina. Atualmente, ela se dedica a trabalhar, cantar e falar sobre o que Deus fez em sua vida.

Leia também1 Roberto Jefferson dispara contra o STF: "Comunistas e satanistas"
2 Polícia investiga TikToker que ensina crianças a 'glorificar' satã
3 Satanista joga sangue em pastor durante evento nos EUA
4 Evangelista Todd White ora por satanista no meio da rua
5 O que se esconde por trás de séries como Lúcifer e Sabrina?

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.