Leia também:
X Bruna Karla comemora 9 meses de vida da filha, Bella

EUA: Cristãos planejam marcha contra os ‘muros da corrupção’

Marcha de Jericó acontecerá no dia 12 de dezembro

Ana Luiza Menezes - 27/11/2020 20h02 | atualizado em 27/11/2020 23h10

Marcha de Jericó Foto: Reprodução/Marcha de Jericó

Nos Estados Unidos, cristãos se preparam para realizar o ato conhecido como Marcha de Jericó, em várias cidades. O objetivo é promover também um momento de oração contra a corrupção.

Segundo informações da CBN, os grupos farão um protesto pacífico e marcharão em prol da integridade, transparência e reforma nas eleições do país.

No dia 12 de dezembro, o evento acontecerá em Phoenix, no Arizona; Atlanta, na Geórgia; Lansing, no Michigan; Carson City, em Nevada; Harrisburg, na Pensilvânia; Madison, no Wisconsin.

No início de novembro, uma católica, Arina Grossu, e um evangélico, chamado Rob Weaver, se encontraram e descobriram que tinham a mesma ideia de promover reuniões de oração e marchas em várias capitais.

Arina disse que Deus os estava chamando para agendar as marchas.

– Deus estava nos chamando para agendar essas marchas e ajudar a mobilizar nosso povo em torno de suas capitais estaduais, especialmente nos estados indecisos – disse ela.

Rob também falou sobre a proposta.

– Queríamos encorajar as pessoas a orar, protestar pacificamente e marchar ao redor de sua capital estadual sete vezes, todos os dias, ao meio-dia, em colaboração com todos os outros até 14 de dezembro de 2020, quando o Colégio Eleitoral vota – contou.

O protesto é baseado no capítulo 6 do livro de Josué, no Antigo Testamento da Bíblia. O texto relata como os israelitas marcharam sete vezes em volta da muralha de Jericó.

Com a realização da manifestação, o grupo espera ver as barreiras da corrupção, em torno da eleição presidencial, serem derrubadas.

– Queremos ter certeza de que a eleição não foi roubada. Queremos integridade, reforma e transparência nas eleições. Queremos saber a verdade sobre esta eleição e garantir que a eleição não seja roubada do povo americano – disse Arina.

Ela e Rob criaram um site e acreditam que Deus quer a Igreja unida.

– Ele quer que Sua igreja seja unida. Ele não quer todas as divisões, porque são apenas distrações. A visão em si é planejada especificamente por unidade, por amor, creio eu, de Deus por nosso país – defendeu Weaver.

EUA: Cristãos planejam marcha contra os ‘muros da corrupção’ Foto: Reprodução

Leia também1 Sabatistas: Supremo autoriza alteração em datas de concursos
2 Arqueólogo acredita ter achado casa onde Jesus viveu a infância
3 Pastor iraniano condenado por ser cristão não morreu. Entenda!
4 Suprema Corte proíbe NY de limitar nº de fiéis em cultos
5 Bieber: "Embora pessoas tenham falhado, Jesus nunca falhou"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.