CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Trump ora com pastores pelo fim do coronavírus

Enfermeiros cristãos levam oração a doentes na Itália

"Estamos tratando da mesma maneira que no hospital, mas estamos acrescentando Jesus", disse uma enfermeira

Paulo Moura - 24/03/2020 10h39 | atualizado em 24/03/2020 10h50

A linha de frente do combate ao coronavírus na Itália, país com maior número de mortos pela Covid-19 no mundo, recebeu um grande reforço: a oração de enfermeiros cristãos.

A fé nos grupos de enfrentamento à doença das regiões mais afetadas do país europeu vem através da organização religiosa Samaritan’s Purse, ou Bolsa do Samaritano em português, nome que faz referência à parábola bíblica do bom samaritano.

A instituição, que existe desde a década de 70, montou um hospital de campanha na cidade de Cremona e atende pacientes desde o último dia 20 de março, tudo com o objetivo de desafogar o já congestionado sistema de saúde italiano.

Porém, o diferencial aqui é o apoio espiritual trazido pelos enfermeiros do Samaritan’s. Com versículos colados em suas roupas e com as orações através de suas bocas e pensamentos, eles levam conforto aos doentes.

– Estamos tratando os pacientes da mesma maneira que no hospital, mas estamos adicionando oração e acrescentando Jesus e estamos orando por nossos pacientes – diz a assistente médica Stephanie Morales.

A enfermeira Kelly Sites conta como, na prática, o tratamento dado por eles começa a mudar a vida das pessoas. Segundo ela, uma paciente chegou ao atendimento sem conseguir andar e com muito medo. Após passar um tempo na enfermaria, a mulher afirmou que se sentiu aliviada pela primeira vez em semanas.

– Ela estava sorrindo pela primeira vez em muito tempo e disse: ‘muito obrigada’. Ontem ela estava muito nervosa, mas hoje se sente amada e cuidada – disse Kelly.

Os profissionais de saúde contam que o papel exercido por eles é também de ser a família para aquelas pessoas, já que, por conta da necessidade de isolamento, nenhum familiar pode se aproximar dos pacientes.

– Um sentimento de carinho e amor que vem da própria família se desenvolveu entre os pacientes e nossa equipe, pois ambos enfrentam o sacrifício da separação. Um pé está em casa e um pé está aqui – ressalta Kelly.

A equipe do Samaritan’s também ressalta o poder da oração para o emocional dos pacientes. Stephanie diz que alguns chegam a chorar e agradecer por ter pessoas intercedendo por eles.

– Ao orar com eles, vi muitas pessoas chorarem e ficarem muito agradecidas por ter alguém orando. Temos confiança de que Jesus é maior do que isso, então estou animada para ver os resultados, curar as pessoas quando a medicina não foi capaz – completa.

Leia também1 10 notícias positivas a respeito do novo coronavírus. Confira!
2 Idosa de 95 anos celebra após ser curada do coronavírus
3 Lionel Richie quer novo "We Are The World" por Covid-19


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo