CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Em vídeo, Malafaia critica quarentena do RJ e de SP

Em vídeo, pastor admite adultério, mas nega assédio

Davi Passamani se pronunciou nesta segunda-feira e pediu perdão aos fiéis

Ana Luiza Menezes - 30/03/2020 21h41 | atualizado em 30/03/2020 21h45

Pastor Davi Passamani Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira (30), o pastor Davi Passamani, da Igreja CASA, de Goiânia, Goiás, usou uma rede social para se pronunciar a respeito de uma acusação de assédio sexual. Por meio de um vídeo, ele disse que deve explicações aos seguidores e familiares.

Após ter sido denunciado por uma mulher, que é membro da igreja, o religioso admitiu que tenha se envolvido em adultério, mas negou as acusações de assédio. Ele também pediu perdão aos fiéis.

– Foi muito difícil gravar esse vídeo, mas eu devo a vocês e a minha família uma satisfação e como sabem eu assumo minhas responsabilidades. Sei que o adultério não é crime no Brasil, mas sei também o que isso representa no reino. Quero apenas pedir perdão a todos pelas minhas falhas e dizer que se de um lado enfrentarei com serenidade as acusações infundadas, por outro estou sangrando por decepcioná-los como homem de Deus – declarou.

View this post on Instagram

Meus irmãos. Foi muito difícil gravar esse video mas eu devo a vocês e a minha família uma satisfação e como sabem eu assumo minhas responsabilidades. Sei que o Adultério não é crime no Brasil mas sei também o que isso representa no REINO. Quero apenas pedir perdão a todos pelas minhas falhas e dizer que se de um lado enfrentarei com serenidade as acusações infundadas, por outro estou sangrando por decepciona-los como homem de Deus.

A post shared by Davi Passamani (@davipassamani) on

A esposa dele, Giovanna Lovaglio Passamani, também se manifestou. Ela ressaltou que nunca tinha se envolvido em polêmica, e anunciou que perdoou o esposo.

– Perdoei o Davi pela sua infidelidade, mas estou convicta que jamais ele cometeu crime algum. Peço respeito a minha família nesse momento de dor e cura espiritual – destacou.

View this post on Instagram

Eu já escrevi aqui centenas de vezes que amor só faz cálculo de multiplicar. E é por causa desse amor que tenho recebido, e por querer retribuir a todos que estes dias tem me nutrido de carinho, esperança, e orações, que eu acredito que chegou a minha hora de falar c todos que amo. Todos sabem como defendo a familia e as mulheres e agora não seria diferente. Eu respeito e luto pela causa das mulheres, e quem realmente leva isso a sério, NUNCA, JAMAIS faz uso disto de maneira seletiva! Sororidade é para todas. Nós mulheres, precisamos atuar em aliança, com empatia, para que NOSSOS objetivos sejam alcançados em COMUM. Perdoei o Davi pela sua infidelidade mas estou convicta que jamais ele cometeu crime algum. Peço respeito a minha familia nesse momento de dor e cura espiritual. Agradeço mto o amor e o carinho de todos vcs, que guiados pelo Espírito tem nos fortalecido na fé! Que Deus nos abençoe. Continuaremos salvando vidas!

A post shared by Giovanna Lovaglio Passamani (@giovannalovaglio) on

No último sábado (28), o Conselho Pastoral da Igreja CASA emitiu um comunicado sobre as acusações feitas contra o pastor Passamani. Em uma publicação, a igreja informou que o religioso foi afastado de suas funções ministeriais há algumas semanas por causa de tratamentos médicos e cuidados da família.

– Estamos unidos e empenhados em adubar e preparar o Reino na certeza de que juntos ergueremos o exército de Jesus para a vitória na batalha final. Nascemos e continuaremos unidos por um propósito. A paz esteja convosco – termina o comunicado.

Leia também1 Pastor é acusado de assédio sexual e igreja se pronuncia
2 Cristãos se reúnem em volta de hospitais para orar
3 Universal doa alimentos para famílias que perderam renda

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo