Leia também:
X Como é o grupo da Casa Branca que estuda a Bíblia

Em texto, Edir Macedo diz que religião é “criação satânica”

Para o bispo, o Reino de Deus é um corpo único e indivisível

Gabriela Doria - 10/04/2018 19h45 | atualizado em 11/04/2018 11h42

Em um novo texto em seu blog, o bispo Edir Macedo declarou repúdio às religiões existentes. Segundo o fundador da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), a religião “é a criação satânica mais nefasta da face da Terra” porque transforma a fé “em território privado”.

Bispo Edir Macedo defendeu que religião serve para separar as pessoas Foto: Reprodução Instagram

– Religião separa pessoas, cria atritos e divide lares e casais. O religioso é apaixonado e, às vezes, até fanático, porque usa a fé sem o uso da inteligência, da razão. O encosto que possui os fanáticos torcedores de um clube é o mesmo que conduz o fanático religioso – afirmou o bispo.

O líder da IURD aproveitou para esclarecer a diferença entre fé e religião, que, segundo ele, seriam coisas diferentes.

– O Senhor Jesus não criou uma religião. Ele instituiu o Reino de Deus, isto é, a Sua Igreja. As pessoas que compõem tal Reino, ou Igreja, vivem sujeitas ao senhorio de Jesus. Vivem o padrão da justiça do Reino de Deus. Como um corpo, Ele é O Cabeça, e Seus discípulos, os membros – explicou Edir Macedo.

O bispo também chamou a atenção para o comportamento dos que se dizem cristãos, mas não vivem sob as regras de Deus.

– Portanto, ninguém, absolutamente ninguém, que está fora deste Corpo, pertence ao Senhor Jesus. Não adianta confessá-Lo como Senhor, e não obedecer a Ele; Invocá-Lo, e não ouvi-Lo; Frequentar uma instituição chamada de igreja, e não comportar-se como diz a Bíblia. Para fazer parte Dele ou do Seu Corpo, só nascendo da água e do Espírito Santo – lembrou Macedo.

Ele continuou, destacando as características daquilo que contradiz os verdadeiros ensinamentos bíblicos.

– Atritos, contendas, fofocas, maus olhos, preconceitos, críticas por parte de alguém que se diz cristão, na realidade, são alguns dos sinais da carnalidade existente nos religiosos. Não no Reino de Deus ou na Sua Igreja – apontou.

O religioso terminou o artigo citando um texto do apóstolo Paulo para os cristãos recém-convertidos, descrito em Romanos 8:9 (“Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é Dele”).

 

Leia também1 Marcos Mion aparece em foto orando com a filha em igreja
2 Macron diz que vai buscar união entre Igreja e Estado
3 Vereadores aprovam criação do Dia do Pastor Evangélico

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.