Tempo de aprender

Israel Belo - 10/06/2019 05h00

“Com a sabedoria se constrói a casa, e com a inteligência ela se firma; pelo conhecimento os seus cômodos se encherão de todo tipo de bens, preciosos e agradáveis”. (Provérbios 24.3-4)

Aprender não depende da idade. Pode-se começar cedo ou depois, que nunca será tarde.
Aprender não depende da escolaridade. Sempre há o que ouvir, ler, estudar, com vontade.
Para aprender há um firme requisito: a humildade de quem não se contenta.
Para aprender há um claro propósito: a curiosidade de quem pelo saber se orienta.
Aprender não depende da geografia: quem quer saber percorre rodovias e vielas.
Aprender não depende da tecnologia: pode ser presencial, virtual, à luz de led ou de velas.
Aprender pode ser solitário, e o estudante gasta horas debruçado sobre o repertório.
Aprender pode ser comunitário, e os estudantes compartilham o que sabem em ofertório.
Aprender é sempre útil, mesmo que não se veja o que o estudo pode fazer.
Aprender nunca é fútil porque torna elástico o cérebro que se empenha em saber.
Aprender tem um mortal inimigo: a preguiça, que nega o projeto e rejeita o movimento.
Aprender tem um alvo: a justiça, porque não tem valor o conhecimento pelo conhecimento.
Por isto, feliz é a nação que estimula o esforço de quem quer estudar.
Feliz é a nação que destina boa remuneração a quem se consagra a ensinar.
Feliz é a família que investe na educação tudo o que pode.
Feliz é o individuo que na dedicação ao estudo se excede.

Israel Belo é pastor da Igreja Batista Itacuruçá, na Tijuca, Rio de Janeiro, graduado em Teologia e Comunicação, pós-graduado em História, mestre em Teologia e doutor em Filosofia.

LEIA TAMBÉM+ Belas mensagens! Artista evangeliza pelo Instagram
+ Escolas de BH desenvolvem projetos contra a violência
+ Após perder 49 quilos, Helena Raquel fala sobre a nova vida


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo