Leia também:
X A felicidade da amizade

Santa ambição

Israel Belo - 29/07/2019 05h00 | atualizado em 29/07/2019 16h41

“Desconfia que a ambição não seja a cobertura do orgulho e que a modéstia não seja senão um pretexto para a preguiça”. (Henri Monnier)

Tem péssima fama a palavra “ambição”, que é, no latim de onde veio, o ato de andar em volta.
A fama pegou por causa dos políticos franceses do século 14 que andavam em torno das pessoas em busca de votos, prometendo-lhes “mundos e fundos” e depois as esquecia. Desde então, o significado latino se perdeu. “Ambicioso” passou a ser quem deseja tão intensamente uma coisa que nada mais lhe importa, nem mesmo os meios que usa para alcançá-la.
Temos que tirar o perfume malcheiroso da palavra, para que, tendo objetivos, andemos em volta deles para os alcançar. Precisamos ter ambições boas, legítimas e santas.
Na viagem da vida, precisamos saber onde queremos chegar.
Se a conquista desejada implica em estudar, vamos estudar, dia e noite, até dominar o assunto.
Se o triunfo almejado exige a posse de um valor em dinheiro, vamos trabalhar, dia e noite, até podermos comprar o que queremos.
Se a vitória significa vencer um vício que nos destrói aos poucos, anular a força negativa de um trauma poderoso, voltar a ter esperança e a sorrir, vamos nos empenhar, dia e noite, até fincarmos o pé no topo da liberdade.
Neste sentido, ambicionamos bem quando não nos contentamos com o que somos ou temos. Querendo mais, tudo fazemos, respeitada a dignidade, a nossa e a dos outros, para ser ou ter mais.

“O Senhor disse a Abrão: — Saia da sua terra, da sua parentela e da casa do seu pai e vá para a terra que lhe mostrarei. Farei de você uma grande nação, e o abençoarei, e engrandecerei o seu nome. Seja uma bênção!” (Gênesis 12.1-2)

Israel Belo é pastor da Igreja Batista Itacuruçá, na Tijuca, Rio de Janeiro, graduado em Teologia e Comunicação, pós-graduado em História, mestre em Teologia e doutor em Filosofia.

 

Leia também1 Há duas saídas no sofrimento: Amargurar-se ou amadurecer
2 Não deixe que a sua mente te domine
3 Quando seguir é preciso

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.