Quando chega a frustração

Israel Belo - 08/11/2019 05h00

 

“Eu também sou vítima de sonhos adiados, de esperanças dilaceradas, mas, apesar disso, eu ainda tenho um sonho, porque a _gente não pode desistir da vida”. (Martin Luther King Junior )

Planejamos e estudamos, mas deixamos a sala inseguros quanto aos resultados da aula que ministramos.
Prestamos um curso, para o qual nos dedicamos com afinco, mas não fomos aprovados.
Chegamos ao lugar que imaginamos e, pelo qual poupamos sacrificialmente, mas não nos sentimos à vontade.
Preparamos uma comida mas o nosso paladar não a aprovou.
Comum para os preguiçosos e os acomodados, a frustração também é uma possibilidade para os que se empenham.
Sempre devemos agir como se tudo dependesse de nós, mesmo sabendo triste e realisticamente que nem tudo de nós depende, por causa da liberdade do outro, seja de quem está ao nosso lado, a nosso favor, seja de quem está do outro lado, contra nós.
Assumamos corajosamente que os resultados almejados não dependem sempre de nós. Há fatores que não podemos controlar, há circunstâncias que não conhecemos.
Se formos firmes e constantes, uma frustração pode nos fazer bem.
A frustração nos faz bem quando meditamos sobre os nossos fracassos.
Podíamos ter feito melhor? Façamos melhor da próxima vez. Fomos prejudicados? Busquemos a reparação à injustiça, se for possível.
O fato de termos fracassado não nos coloca na categoria de fracassados, grupo a que passamos integrar se desistirmos de fazer o que podemos fazer.
O fato de termos sido premeditadamente prejudicados não nos põe na categoria de vítimas permanentes. Antes, devemos respirar outro ar. Se passarmos a nos ver como vítimas, fracassaremos duas vezes, embora não tenhamos fracassado nenhuma.

“Fiquem alertas, permaneçam firmes na fé, mostrem coragem, sejam fortes. Façam todas as coisas com amor”. (1Coríntios 16.13-14)

 

Israel Belo é pastor da Igreja Batista Itacuruçá, na Tijuca, Rio de Janeiro, graduado em Teologia e Comunicação, pós-graduado em História, mestre em Teologia e doutor em Filosofia.

 

LEIA TAMBÉM+ O lugar do nosso problema
+ Xô, passarinho
+ Felizes são os que agradecem


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo