Paz indescritível

Paulo Dias - 14/07/2019 09h39

“E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus.” (Filipenses 4:7)

Coração e mente, por muito tempo, foram considerados os centros dos sentimentos e volição do homem. Guardá-los sempre foi algo que ao longo dos anos tentamos preservar a fim de não incorrermos em desespero por conta dos diversos momentos pelos quais passamos em nossa vida: Desesperança, inquietação, crise de ansiedade, transtornos, síndromes. Tantas coisas que o homem de nosso século tê que enfrentar.

Não obstante a isso, estar na Palavra de Deus é estar arraigado e inserido na Videira Verdadeira que é Cristo. E quando assim estamos, proporcionamos a nós mesmos a maior experiência que se pode ter: Estar em paz, mesmo estando a enfrentar as maiores vicissitudes, quiçá, estar no olho de um furacão!

Paulo, mesmo na prisão, tendo recebido açoites, pode cantar e louvar a magnitude do Senhor de todas as coisas. A paz que excede todo entendimento, a paz que perdura em meio ao sofrimento e dor, a paz que mesmo questionada por muitos é motivo de refrigério para quem passa e percebe que nossa paz indescritível, só provém de um Deus indescritível e que segura nossas mãos.

Paulo Dias é major da Polícia Militar do Rio de Janeiro e pastor.

LEIA TAMBÉM+ A abrangência do Reino de Deus
+ Aspectos espirituais da depressão
+ A atitude de contentamento


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo