Escolha confiar no juízo de Deus

Neuber Lourenço - 24/05/2019 05h00


“Portanto, não julguem nada antes da hora devida; esperem até que o Senhor venha. Ele trará a luz ao que está oculto nas trevas e manifestará as intenções dos corações. Nessa ocasião, cada um receberá de Deus a sua aprovação”
(Coríntios 4:5).

As Escrituras Sagradas nos ensinam que só Deus é capaz de julgar os seres humanos, uma vez que só Ele sabe os verdadeiros motivos dos nossos corações. Além de conhecer profundamente os seres humanos, Deus nos ama mais do que qualquer pessoa no mundo seria capaz de nos amar.

Isto implica em dizer que…

Quanto mais eu confiar em Deus como o único Juiz justo, menor será a minha atitude de juízo. Precisamos aceitar o fato de que Deus é melhor juiz do que nós. É por essa razão que Paulo nos diz: “Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem com Deus a ira, pois está escrito: ‘Minha é a vingança; eu retribuirei’, diz o Senhor” (Romanos 12:19).

Quanto mais eu confiar que Deus julga no tempo certo, menor será a minha atitude julgadora. Isto me protege de cair na tentação de precipitar o meu julgamento. Na parábola do Joio e do Trigo Jesus nos ensina esse princípio. Certa vez, Jesus contou uma parábola do joio e do trigo. O joio estava crescendo no meio do trigo e, por isso, os empregados queriam arrancar o joio, mas o dono da terra disse: “Não! Porque, ao retirar o joio, vocês poderão arrancar com o ele o trigo. Deixem que cresçam juntos até a colheita” (Mateus 13:29).

Quanto maior for a minha confiança para enfrentar o dia do juízo, menor será a minha atitude julgadora. O apóstolo João nos ensina que, se a nossa vida está em Cristo, não precisamos temer o dia do juízo. Assim diz a Bíblia: “E, à medida que vivemos em Cristo, o nosso amor se torna mais perfeito e completo; e, assim, nós não nos envergonharemos nem ficaremos perturbados no dia do juízo, mas poderemos apresentar-nos diante dele com confiança e alegria, porque ele nos ama, e nós também o amamos” (1 João 4:17).

Por isso, ore agora mesmo pedindo a Deus que o ajude a confiar na capacidade Dele de julgar as pessoas. Deixe o julgamento nas mãos de Deus. Ore também pedindo para que Cristo entre na sua vida, perdoe os seus pecados e dê a você a confiança e a alegria daqueles que amam a Deus e sabem que são amados por Ele.

Neuber Lourenço é pastor sênior da Igreja Batista da Orla de Niterói.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo