Do que você abre mão por amor a Cristo?

Maurício Zágari - 16/05/2019 05h00


Abrir mão é um dos maiores desafios que a nossa fé nos propõe. Não se engane: se você quer ser um bom cristão, terá de abdicar de muitas coisas, frequentemente, coisas que lhe trariam benefícios. É interessante pensar que, ao fazer isso, você se aproxima de Cristo e reproduz o padrão divino, pois, quando o Criador se fez humano para viver entre uma humanidade que não merecia nada, Ele estava, exatamente, abrindo mão de Sua glória celestial para se tornar como um de nós — por amor a nós.

Assim, quando você renuncia a algo simplesmente porque é o certo e por amor ao Senhor, possivelmente vai sofrer enormes perdas e, com elas, virá certa dose de sofrimento. Mas eu gostaria de encorajá-lo a perder. Acredite: vai valer a pena, pois o que você ganhará com sua abnegação será algo de valor incalculável: a aprovação de Deus.

Em nossa sociedade, pôr o outro em primeiro lugar é visto como fraqueza, talvez tolice, para não dizer burrice. No Evangelho, não: “Então Jesus disse a seus discípulos: ‘Se alguém quer ser meu seguidor, negue a si mesmo, tome sua cruz e siga-me. Se tentar se apegar à sua vida, a perderá. Mas, se abrir mão de sua vida por minha causa, a encontrará'” (Mateus 16:24-25). Portanto, abrir mão é, aos olhos de Deus, sinal de grandeza. É virtuoso. É nobre. Se for pelo bem do próximo, você trilhou o caminho mais excelente. Se for por amor a Cristo, você alcançou o coração de Deus.

Pode ser que você tenha aberto mão de um relacionamento por amor a Cristo. Ou de um emprego. Talvez, de um cargo. Ou de uma posição que lhe traria vantagens. Quem sabe, de amigos que o arrastavam para práticas erradas. Ou ainda, de seu orgulho, a fim de perdoar alguém que não merecia seu perdão. Se você abriu mão de algo importante – muitas vezes, à custa de sofrimento – por amor a Cristo, não pense que Ele não valoriza o que você fez. O Senhor está ciente.

Tudo de que você tem que abrir mão por amor a Jesus se converte em aprovação divina e, logo, em bênção para sua vida. “E todos que tiverem deixado casa, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou propriedades por minha causa, receberão em troca cem vezes mais e herdarão a vida eterna” (Mateus 19:29). O Senhor está falando aqui, exatamente sobre abrir mão das coisas mais preciosas que podemos ter nesta vida por amor a Ele.

Em muitos momentos de sua caminhada, você se verá frente a frente com situações em que terá de abrir mão de algo muito valioso para ser fiel ao seu Salvador. Enxugue as lágrimas, sacuda a poeira e vá em frente de cabeça erguida. Sem arrependimento. Sem olhar para trás. Sem pensar: “Como teria sido se…?”. Esqueça. Foi por amor a Deus? Então foi pela razão certa.

Maurício Zágari é teólogo, escritor, editor, comentarista bíblico e jornalista. Escreve regularmente em seu blog, Apenas. É membro da Igreja Cristã Nova Vida em Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo