Leia também:
X Cid Moreira revela encontro com Deus: “Me sentia vazio”

Diante das decepções e frustrações

Israel Belo - 29/03/2019 05h00

Para José, Deus era capaz de mudar todas as coisas Foto: Pixabay

“Eu nunca vi algo selvagem ter pena de si mesmo. Um passarinho cairá morto de um galho sem jamais ter sentido pena de si mesmo” (D.H. Lawrence).

Pode ser que acumulemos decepções e frustrações. Quando essas coisas nos acontecem, podemos tomar o caminho da autocomiseração, passando a achar que somos vítimas de um mundo cruel e pesado. Cheios desse sentimento, podemos desistir de tentar fazer o que é certo e bom, como se nada valesse a pena.

Aconteceu com José, filho de Jacó e Raquel. Em casa, seus irmãos não gostavam dele, mas ele nunca notou. Só descobriu quando eles o venderam para traficantes de seres humanos (que maldade!). Feito escravo numa família de ricos, a patroa tentou seduzi-lo e ele teve que fugir. Acabou preso (que injustiça!). Na cadeia, ajudou colegas a ficarem livres, mas eles não se lembraram dele (que decepção!).

Só muito tempo depois sua história mudou, quando alguém se lembrou dele e lhe criou uma oportunidade de mostrar toda a sua sabedoria. Acabou livre e promovido a um elevado cargo. Nesta condição, seus irmãos reapareceram. Ele teve outra vez a chance de ser vítima, agora do ódio e da vingança, mas ele não tomou decisões erradas. Antes, perdoou seus irmãos.

José realizou muitas outras coisas por não se ver como vítima, mas como uma pessoa amada por Deus. Para ele, Deus era capaz de mudar todas as coisas, ao ponto de transformar coisas ruins em excelentes, como acabou acontecendo.

“Os patriarcas, invejosos de José, venderam-no para ser levado para o Egito. Mas Deus estava com ele e o livrou de todas as suas aflições” (Atos 7:9-10ª).

Israel Belo é pastor da Igreja Batista Itacuruçá, na Tijuca, Rio de Janeiro, graduado em Teologia e Comunicação, pós-graduado em História, mestre em Teologia e doutor em Filosofia.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.