Leia também:
X Pr. Jorge Linhares fala sobre recuperação e agradece orações

Coragem! Torne-se oceano!

Marcos Góes - 14/01/2021 05h00

Com o início de 2021, surge para todos uma nova oportunidade de fazer algo, e fazer bem feito. Tentar remendar aquilo que rasgou, dar um “jeitinho”, não produz algo novo e resistente. Jesus ensinou o seguinte: “Ninguém coloca remendo novo em roupa velha; porque o remendo força o tecido da roupa e o rasgo aumenta” (Mateus 9:16).

Para ter algo duradouro e resistente ao tempo e aos intempéries da vida, isto precisa ser forte, novo e definitivo.

Como frustrados, sempre morremos de medo de que nossa empreitada dê errado

Há que diga que na vida nada é para sempre. Amigos se separam, casais se divorciam, a vida sofre várias mutações… É por isso que muitos ficam perdidos em suas perdas, por nunca acharem que algo pode, sim, ser bom, firme e constante.

Como frustrados, sempre morremos de medo de que nossa empreitada dê errado e também de que ela possa dar certo, já que muitas vezes desanimados, achamos a nossa vida uma eterna somatória de erros. Se pudéssemos, gostaríamos de voltar no passado e refazer tudo, ter outras atitudes, tomar outras decisões, mas agora é tarde demais.

Diz-se que um rio treme de medo antes de desaguar no oceano. Ele olha para trás, para toda sua jornada pelos cumes das montanhas, pelo longo caminho sinuoso ao longo das florestas, pelos povoados e vê, à sua frente, um oceano tão vasto que entrar nele nada mais é do que desaparecer para sempre. Mas não há outra maneira de seguir adiante. O rio não pode voltar. Ninguém pode voltar. Voltar é impossível na existência. Você pode apenas ir em frente.

Por um lado, é desaparecimento e, por outro lado, é renascimento

O rio precisa arriscar-se e entrar no oceano. E somente quando ele entra no oceano é que o medo desaparece.

Somente, então, o rio saberá que não se trata de desaparecer no oceano, mas de tornar-se oceano. Por um lado, é desaparecimento e, por outro lado, é renascimento. Assim somos nós. Mesmo sabendo que voltar é impossível na existência. Podemos, sim, ir em frente e arriscar. Coragem! Torne-se oceano!

Mesmo que as tristezas do ano que se finda possam trazer-nos um sensação de impotência, desistência e tristeza, conseguimos chegar até aqui. Agora, arrisquemo-nos em um novo ano que nos recebe cheio de expectativas, aguardando-nos repletos de coragem e de determinação para avançarmos e agirmos de maneira verdadeira, forte e definitiva.

Deus está ao nosso lado e, por mais que algo não tenha dado certo no passado, Ele perdoa erros e pecados do passado (Hebreus 10:17) e sempre nos dá a chance de novos começos, a fim de que vivamos em Cristo, com alegria e avançando sempre.

“Repito, irmãos, eu não penso que tenha atingido esse alvo, mas uma só coisa me interessa, e é que, esquecendo as dificuldades do passado, avanço para o fim que está proposto diante de mim Prossigo assim para o alvo, tendo em vista a recompensa a receber no céu, por Cristo Jesus.” (Filipenses 3:13,14)

Marcos Góes é pastor e músico.

 

Leia também1 A consciência de orar sem receber
2 Um milagre, por favor!
3 Após 31 anos na Globo, repórter José Raimundo é demitido
4 Anvisa recebe pedido de uso emergencial da CoronaVac

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.