Leia também:
X Você pode conversar com Deus

Brincando de Deus

Todas as vezes que nos enchemos de preocupação com relação ao dia de amanhã, agimos como se achássemos que somos Deus

Brincando de Deus

Brincando de Deus Foto: Pixabay

Valtair Miranda - 29/07/2020 05h00

Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?”. Mateus 6:25

Jesus, o nosso Senhor, sabia ensinar seus discípulos. Ele foi o maior mestre que já existiu entre nós. Sempre usou vários métodos de ensino. Um sempre me impressionou pela clareza e objetividade: suas perguntas retóricas.

O que é uma pergunta retórica? É uma pergunta que não precisa de resposta. Ou melhor, a resposta está implícita na pergunta. Quer um exemplo?

Aqui vai: “Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?” A pergunta traz, implicitamente, a resposta: “Ninguém!”

Jesus não precisou dar a resposta, porque todos que o ouviam entenderam logo que nenhum ser humano que já viveu, que vivia naqueles dias, ou que ainda viria à existência, tinha o poder de acrescentar um minuto que fosse à sua vida. Só um ser pode fazer isso. É Deus.

Nesta pergunta de Jesus, entretanto, descobrimos algo mais. Ela nos ensina que apesar de sabermos que não podemos acrescentar nada à nossa existência, ainda assim agimos como se pudéssemos. Todas as vezes que nos enchemos de preocupação com relação ao dia de amanhã, agimos como se o poder de controlá-lo estivesse em nossas mãos. Nestes momentos, estamos brincando de Deus.

Quer um conselho? O caminho para a paz e a tranquilidade precisa passar, obrigatoriamente, pelo reconhecimento das próprias limitações. Vamos assumir a fragilidade humana na condução da história e deixar esse negócio de controlar o amanhã com quem pode fazê-lo: somente Deus.

Valtair Miranda é professor, conferencista e escritor de várias obras como O Caminho do Cordeiro e Lutero: História, Poder e Palavra.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.