Leia também:
X Ministério produzirá filme de Jesus na linguagem dos sinais

A oração da adoração

Joaquim de Paula Rosa - 29/12/2019 08h00

Em relação a Deus e a sociedade, o ser humano de boa vontade e piedoso, deve ter uma relação vertical e outra horizontal. A primeira tem a ver com a oração a Deus, no céu, e a leitura da Bíblia, a palavra de Deus, na terra. A relação horizontal tem a ver com nossa convivência com os outros seres humanos e conosco mesmos. Convivência com a nossa própria pessoa.

Jesus Cristo resumiu tudo isso quando reduziu o cumprimento dos Dez Mandamentos, a dois: “Ame o Senhor, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento.” (Mt 22:37).

A prática da oração deve ocupar lugar de destaque na vida cristã. O apóstolo Paulo ordena “Orem sem cessar.” (I Ts 5:17).

Nossas orações podem estar categorizadas sob os temas de 1. Adoração; 2. Louvor; 3. Ação de Graças; 4. Santificação; 5. Intercessão; 6. Petição; 7. Consagração. Sejam 5, 10, 30 minutos ou uma hora, em nosso hábito e prática de oração, uma ou duas dessas sete ênfases ocuparão a maior parte do tempo, sem que percamos de vista, as demais categorias.

ADORAÇÃO é a mais importante, a número um, a prioritária. Jesus mostrou isso quando disse à mulher samaritana: “Deus é Espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”. (João 4:24)

A ORAÇÃO DE ADORAÇÃO é a primeira ênfase das sete prioridades de nossa vida de oração. É o ápice da verticalidade. É a principal porque prioriza a nossa convivência e comunhão com nosso Criador, com o nosso Salvador, e com o nosso Guia e Consolador.

Adorar é estar na presença de Deus, contemplando a pessoa d´Ele, percebendo seus atributos de santidade, grandeza, misericórdia, bondade, amor, paciência, longanimidade… É enamorar-se de Deus, encantar-se, com Ele. Muitas vezes, perceber Deus, sem palavras. É meditar em tudo que Deus é.

PRATICANDO A ADORAÇÃO:

Escolha um lugar isolado, leia os 18 primeiros versos do capítulo primeiro do Evangelho de João. Pense, ou diga em voz alta, tudo que vier à sua mente, ou que tenha entendido no texto lido, sobre “O QUE DEUS É”. Só o que Ele é. Não, o que ele faz. Você estará adorando… Ao terminar, você terá adorado a Deus, em espírito, e em verdade. E Deus se agradará de você, sempre que se dedicar a adorar, seja, aqui na terra, seja lá no céu, quando estiver lá.

Joaquim de Paula Rosa é pastor, membro da Primeira Igreja Batista em Botafogo, na cidade do Rio de Janeiro, onde é responsável pelo Ministério de Língua Inglesa, é coordenador geral da OMEBE (Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e no Exterior), bacharel em Teologia, jornalista, especialista em Crescimento de Igreja, Evangelização Pessoal e Discipulado Cristão, é membro da AELB (Academia Evangélica de Letras do Brasil) e da ABME (Associação Brasileira de Mídias Evangélicas).

Leia também1 Deus chamou você para coisas grandes!
2 Vida boa, vida plena!
3 O livro da vida

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.