CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Em Angola, ex-pastores da Universal invadem templos

A força do descanso

Israel Belo - 24/06/2020 05h00 | atualizado em 24/06/2020 05h01

“O que é esta vida se, com tantas preocupações, não temos tempo de parar e contemplar”. (W. H. Davies)

Quando trabalhamos, nós nos parecemos com Deus, que até hoje trabalha (João 5.17).

Quando descansamos, nós nos parecemos com Deus, que certamente ainda hoje descansa.

Por saber que o trabalho nos cansa e exaure, enfraquece e adoece, Deus nos manda descansar.

O trabalho, pela imposição do modo como a nossa civilização tem-se organizado, pode se impor a nós como algo além do que devemos suportar. Neste caso, algemados, não temos muitas alternativas, se não nos deixar moer na máquina montada para sugar a última gota do nosso sangue.

O trabalho pode ter se tornado um altar para onde onde vamos livremente, como uma forma de fugir de nós mesmos, como uma estratégia para espantar o tédio, como um meio de ganhar um dinheiro que talvez não venhamos utilizar.

Quem obedece a Deus equilibra trabalho, sempre essencial, e descanso, indispensável sempre.

Quando descansamos, ficamos livres do domínio do excesso. Podemos parar.

Quando descansamos, voltamos mais fortes. Devemos parar.

Quando descansamos, damos uma pausa em nossa ambição tornada desmedida. É santo parar.

Quando descansamos, parando ou parados, descobrimos que a roda gira sem nós e não somos tão importantes como imaginávamos. É sábio parar.

Quando descansamos, usufruímos o que ganhamos com o trabalho. É inteligente parar.

Quando descansamos, temos tempo para orar.

Quando descansamos, notamos o movimento do sol, o cheiro da chuva, a beleza do entardecer, o riso dos pássaros, o olhar do animal de estimação, o afeto que se debruça, o perigo e a ilusão do poder.

“Porque aquele que entrou no descanso de Deus, também ele mesmo descansou de suas obras, como Deus descansou das suas”. (Hebreus 4.10)

Israel Belo é graduado em Teologia e em Comunicação, pós-graduado em História, mestre em Teologia e doutor em Filosofia.

Leia também1 Agradeça e permaneça
2 Vida boa, vida plena!
3 A arma do cristão é a oração

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo