Leia também:
X Beleza, afinal, o que é?

A diferença entre o que serve e o que não serve a Deus

Carlos Côrtes - 21/11/2020 08h00


“Então vereis a diferença entre o justo e o perverso, entre o que serve a Deus e o que não serve” (Ml.3.18)

Nos dias atuais, assim como no passado, apesar da propagação do Evangelho, muitas verdades bíblicas são deturpadas e contestadas, inclusive por parte de pessoas que se confessam cristãs, que alegam ter aceito o Senhor Jesus como fiel e único salvador de suas vidas. É de se lamentar que grande parte ainda esteja duvidando do poder criador e redentor de nosso Senhor Jesus Cristo.

Quando Deus se revela amável e bondoso com todos, como se todos fossem igualmente dignos dessas benesses, acaba dando a impressão de que “qualquer que faz o mal passa por bom aos olhos do Senhor” (Ml.2.17). Alguns até chegam a pensar que Deus já entregou este mundo e os seus moradores à sua própria sorte!

É de se lamentar que grande parte ainda esteja duvidando do poder criador e redentor de nosso Senhor Jesus Cristo

E, com a multiplicação da maldade, infelizmente, muitos estão tirando conclusões errôneas a respeito disso, ao dizerem: “Inútil é servir a Deus” (Ml.3.14), uma vez que não vêem diferença aparente na forma de retribuição dada a cada um. Por isso muitos perdem a motivação para servir a Deus, voltando as costas para Ele, embora continuem sendo religiosos.

Neste século de dúvidas e incertezas é difícil de notar a linha divisória que separa os que servem a Deus dos que não O servem, porque todos são, sem muitas diferenças, atormentados ou favorecidos. Uma coisa é certa: Há um registro na memória de Deus e perante Ele todos comparecerão um dia. Ele não acerta contas cada dia, mas fará isto no fim dos dias. A resposta será dada finalmente, aos que ainda põem em dúvida a justiça divina.

“Não se deixem enganar: De Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá.” (Gálatas 6.7)

Carlos Côrtes é pastor da Primeira Igreja Batista de Barros Filho, na cidade do Rio de Janeiro, e secretário do senador Carlos Portinho.

Leia também1 Fala, Deus!
2 Ele nos ensinou a perdoar
3 A lógica da graça

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.