CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Auxílio a informais começa a ser pago nesta terça, diz Onyx

Cristão arrecada 465 kg de doações a ribeirinhos isolados

Voluntário fez entregas do "Barco da Solidariedade" no dia do aniversário

Camille Dornelles - 06/04/2020 17h07 | atualizado em 08/04/2020 17h06

Não só de notícias preocupantes se faz a quarentena. O momento também inspira iniciativas positivas e solidárias. Um morador da cidade de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, decidiu retomar um trabalho social feito em 2006 para ajudar populações vulneráveis isoladas. O jornalista cristão Orli Rodrigues decidiu levar doações de alimentos e itens de higiene pessoal para moradores de comunidades ribeirinhas do estado.

Para chegar até lá, ele viajou num barco a remo. O barco, batizado de Belo Horizonte, foi colocado em algumas ruas da cidade e os moradores colocavam suas doações ali. Na última quarta-feira (1º), entregou 465 quilos de alimentos para famílias do Bairro do Boaçu, do município.

Ao Pleno.News, o jornalista falou sobre a iniciativa missionária. Rodrigues revelou que a entrega foi feita no dia do seu aniversário e o deixou muito emocionado.

– O dia da entrega, dia 1º, foi o meu aniversário. Eu tinha programado uma festa, que acabou cancelada por causa da pandemia. Então eu fui tive a ideia de levar os donativos e aquilo me emocionou muito. No dia do meu aniversário, ver a alegria daquelas pessoas que receberam as cestas básicas! – declarou.

SURGIMENTO DA IDEIA
O jornalista informou que a ideia do “Barco da Solidariedade”, que também foi reportada na Globo News e na Record TV, veio de uma experiência antiga dele. Ao Pleno.News, ele deu detalhes.

– Em 2006 eu fiz travessias oceânicas com o meu barco e contornei a Baía de Guanabara, do Rio de Janeiro, mas não era um trabalho social. Aí agora na quarentena eu decidi revisitar as populações ribeirinhas que conheci e levar a elas algumas doações. Coloquei o barco numa carretinha e junto com uma caixa de som, saí pelas ruas pedindo donativos. Isso aconteceu entre domingo e terça. Na quarta-feira levamos esses donativos para o Movimento de Mulheres Guerreiras em Ação, que me ajudaram a montar cestas básicas. Então eu fui de barco levar os donativos para essas comunidades ribeirinhas. Como jornalistas, queremos mostrar a realidade dessas pessoas. Como cristãos, estamos fazendo também uma ação social – explicou.

A coleta é feita respeitando as recomendações de segurança, com máscara, luvas, álcool em gel e distanciamento. Os donativos também são higienizados e outra coleta está em andamento.

– Essa semana o barco está novamente circulando pelas ruas de São Gonçalo e vamos fazer outra entrega neste sábado – revelou.

Rodrigues explica que os donativos também podem ser retirados de casa ou de pontos de recebimento, com a ajuda do Movimento de Mulheres Guerreiras em Ação. Uma lanchonete da cidade, situada na Praia das Pedrinhas, decidiu ajudar e tornou seu negócio em um ponto de coleta.

CONTATOS PARA AJUDAR
Movimento de Mulheres Guerreiras em Ação – Carmen Lessa (21) 99900-5800
Lanchonete do Márcio José – Rua Alfredo Azamor, 3266, Praia das Pedrinhas, São Gonçalo-RJ.
Barco Solidário – Orli Rodrigues (21) 97273-1967

Leia também1 Solidário! Vizinhos oferecem ajuda a moradores idosos
2 Contra o coronavírus, Eduardo Costa vai doar R$ 2,5 milhões
3 Cantor arrecada mais de 40 toneladas de alimentos

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo