Leia também:
X Bruna Marquezine revela que Ludmilla frequenta sua célula

Biblioteca expulsa crianças que cantavam músicas cristãs

Clube cristão infantil se reunia no local há 8 anos

Gabriela Doria - 17/07/2019 14h44 | atualizado em 17/07/2019 15h13

Crianças do projeto Noah’ Ark Play Foto: Laura Kelly

Um clube de crianças foi expulso de uma biblioteca pública na cidade do Condado de West Sussex, na Ingalterra. O motivo seriam as canções que os pequenos cantavam, que falavam sobre Deus. O grupo, que se chama Noah’s Ark Play (Clube da Arca de Noé, em tradução livre) é composto por crianças de até 5 anos.

De acordo com o jornal Daily Mail, o grupo, feito para crianças cristãs, se reunia há oito anos na biblioteca. Entre as atividades do clube está o trabalho de voluntários que ensinavam músicas cristãs para os pequenos.

O Noah’s Ark Play é uma iniciativa da The King’s Church (Igreja do Rei), do distrito de Mid-Sussex.

Os voluntários que prestavam serviços não ficaram satisfeitos com a decisão, que foi justificada sob o argumento de que “as atividades para as crianças destinam-se a todas as famílias com ou sem fé”.

O atual coordenador do clube, Charlie Burrell, e sua esposa, Laura Kelly, frequentam o clube há 4 anos com seus dois filhos e estão “indignados” com a atitude.

– No grupo de crianças da última quinta-feira, eles informaram aos pais que eles não poderiam mais se apresentar na biblioteca, já que algumas músicas mencionam Deus. Eu mesmo fiquei horrorizado ao ouvir essa notícia, pois aproveitei das sessões do clube por anos com meus filhos e sei que muitos outros pais também gostavam. Como uma organização que traz alegria às pessoas, especialmente às crianças, pode ser discriminada dessa maneira? Não consigo imaginar como alguém poderia achar isso ofensivo. Todas as religiões e crenças são justamente celebradas nas escolas e até mesmo em canais de TV como o CBeebies e, na verdade, não é exatamente para isso que uma biblioteca é: educação? – questionou Burrell.

Burrell acredita que a ética do “politicamente correto” é uma das culpadas pelo banimento do grupo.

– Eu acredito que isso é fruto do enlouquecido ‘politicamente correto’, e se nossos filhos não podem desfrutar dos prazeres simples da música e da felicidade, então o que acontecerá em seguida? – observou o coordenador.

Um porta-voz da The King’s Church lamentou a decisão da biblioteca em nota.

– Estamos tristes com o fato de nosso envolvimento ter chegado ao fim, depois de 8 anos. Tem sido um grupo muito querido e gratuito para as pessoas da região. No entanto, respeitamos a decisão dos serviços da Biblioteca de West Sussex e continuaremos a fazer tudo o que pudermos para atendê-los e à nossa comunidade local – disse a igreja.

Leia também1 Pastor morre após contrair vírus ebola durante missão
2 Bruna Marquezine revela que Ludmilla frequenta sua célula
3 LGBTs vandalizam escultura da Reforma Protestante

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.