Leia também:
X Metade da população pode ter de receber auxílio, diz estudo

“Coronavírus não é castigo de Deus”, diz padre Manzotti

Religioso pediu que as pessoas tenham paciência durante essa crise

Rafael Ramos - 07/05/2020 15h09

Padre Reginaldo Manzotti descarta que coronavírus seja um castigo de Deus Foto: Reprodução

O padre Reginaldo Manzotti pediu que os fiéis tenham paciência durante o período de crise gerado pela pandemia do novo coronavírus. O religioso aconselhou as pessoas a fazerem coisas boas e planejarem a vida pós-pandemia.

– Que possamos aprender com tudo que estamos vivendo para construir juntos um mundo com mais fraternidade, menos egoísmo, mais amor. Então digo para os jovens: não percam a esperança, olhem positivamente para o futuro e trabalhem para que não vivamos algo assim novamente – declarou Manzotti em entrevista ao colunista Leo Dias.

Perguntado sobre o porquê dessa pandemia que já contaminou mais de 3 milhões de pessoas ao redor do mundo, o padre frisou que a Covid-19 não é um castigo divino, mas é resultado das escolhas feitas pelo homem.

– Coronavírus não é castigo de Deus, é ação errada do homem. É mais fácil pensar que é castigo de Deus, pois assim desvia da humanidade a responsabilidade das ações erradas. A menor das criaturas está causando uma crise mundial, fechando aeroportos e fronteiras, deixando as potências mundiais fragilizadas diante dos seus efeitos. Deus não manda o sofrimento, porém pode permitir, não para nos castigar, mas para nos corrigir como um Pai que ama Seus filhos.

Leia também1 Cientistas pedem a Bolsonaro uso precoce da cloroquina
2 Brasileira se destaca ao tratar Covid-19 com anticoagulante
3 Covid-19: Ministério da Saúde quer testes em 70 mil por dia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.