Leia também:
X Está difícil orar

Andressa Urach pede indicação de igrejas: “Preciso de Deus”

Modelo rompeu com a Igreja Universal e fez críticas públicas à instituição

Gabriela Doria - 28/11/2020 21h08

Andressa Urach pediu indicações de igrejas após romper com a Universal Foto: Reprodução

Após a conturbada saída da Igreja Universal do Reino de Deus e da Record TV, a modelo Andressa Urach usou as redes sociais para pedir indicações novos ministérios que possa seguir. Ela disse que “precisa de Deus para vencer”.

– Sei que tem muitas pessoas aqui que torcem por mim. Queria tua sugestão de alguma igreja para eu conhecer. Nunca fui em outra. Sei o quanto preciso de Deus para vencer tudo o que está acontecendo na minha vida. Mas eu vou vencer, porque Deus não vai me abandonar – disse Urach no Instagram.

Andressa também agradeceu às mensagens de apoio que tem recebido desde que rompeu com a Universal e pediu orações por sua vida.

– Obrigada pelo carinho de todos que torcem por mim. Eu oro por você e você ora por mim? – disse.

DOAÇÕES MILIONÁRIAS PARA A IURD
Recentemente, Andressa Urach afirmou que “sofreu lavagem cerebral” na Igreja Universal e fez doações milionárias para a instituição. De acordo com o colunista Leo Dias, do portal Metrópoles, a modelo listou bens que perdeu após doações para a igreja.

Além de automóveis, Andressa disse que doou bolsas de grife.

– Eu doei todos os meus carros, as joias e as bolsas da Chanel que tinha para a igreja – revelou ela.

Durante o desabafo, Urach falou sobre as marcas dos carros doados e disse que, após ter ficado com pouco dinheiro, teve que financiar um veículo.

– Olha, sabe qual é o pior? Eu tive que financiar um carro em 60 vezes porque nem carro eu tenho mais. Eu doei todos para a igreja, a minha Porsche Cayenne, a Land Rover, todos, gente. Realmente todos.

Na última vez que participou de uma reunião conhecida como Fogueira Santa, Andressa deu todo o seu salário. Ela disse que acabou ficando em dívida com o cartão de crédito.

– E eu ainda fui demitida antes do tempo combinado com a Record, pois havia assinado um contrato que iria até março, mas a rescisão não tinha multa. E olha que que eles falavam que se preocupavam com a minha alma, imagina se não se preocupassem – protestou.

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.