Leia também:
X Com bronze no atletismo, Alison dos Santos encerra longo jejum

Tóquio: Thiago Braz conquista o bronze no salto com vara

Brasileiro ficou atrás apenas do norte-americano Christopher Nilsen e do sueco Armand Duplantis

Paulo Moura - 03/08/2021 10h15 | atualizado em 03/08/2021 11h20

Thiago Braz conquistou o bronze nos Jogos de Tóquio Foto: EFE/ Juan Ignacio Roncoroni

Em uma competição acirrada, o brasileiro Thiago Braz fez uma boa participação no salto com vara nesta terça-feira (3), no Estádio Olímpico de Tóquio, e conquistou o bronze ao alcançar a altura de 5,87m. O atleta paulista venceu novamente o francês Renaud Lavillenie, que já havia sido derrotado por ele na disputa pelo ouro nos Jogos do Rio-2016, e ganhou sua segunda medalha olímpica.

Ao longo da disputa, Thiago conseguiu saltar com sucesso as quatro marcas iniciais: 5,55m, 5,70m, 5,80m e 5,87m. Já em suas três tentativas para alcançar a medida de 5,92m, o brasileiro até chegou perto de ultrapassar a altura, mas não conseguiu atingir o objetivo.

O salto do brasileiro nas Olimpíadas de Tóquio ficou 16cm abaixo da marca que deu a ele o ouro nos Jogos do Rio, em 2016, quando ele atingiu os 6,03m e sagrou-se campeão em uma disputa na qual ele sequer era cotado para conquistar medalhas. Na ocasião, o francês Renaud Lavillenie ficou em segundo, com 5,98m, bem abaixo dos 5,70m que deram a ele a 8ª colocação nestes jogos.

O ouro na disputa do salto foi para o sueco Armand Duplantis, melhor do mundo atualmente na categoria, com 6,02m. O próprio Duplantis é o atual recordista mundial com 6,18m, alcançados durante uma competição realizada em fevereiro de 2020. A prata ficou com o norte-americano Christopher Nilsen, que parou na altura de 5,97m.

Leia também1 Inscrições para o Sisu começam nesta terça-feira e vão até sexta
2 CPI retoma atividades nesta 3ª ouvindo o reverendo Amilton
3 Com bronze no atletismo, Alison dos Santos encerra longo jejum
4 Tóquio: Martine Grael e Kahena Kunze conquistam ouro na vela
5 Militares divulgam dura nota contra TSE e suspeitam da Corte

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.