Leia também:
X Renato Gaúcho tem alta após passar por cirurgia cardíaca

Surfista Taiu Bueno almoça com Bolsonaro: “Admiração”

Os dois conversaram sobre dificuldades enfrentadas por cadeirantes

Camille Dornelles - 13/01/2020 10h19

Presidente Jair Bolsonaro e surfista Taiu Bueno Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro almoçou, neste domingo (12), com o paratleta Taiu Bueno, surfista que trabalha na inclusão de cadeirantes com o esporte. O encontro entre os dois foi organizado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e pelo surfista Sylvio Mancusi.

Eles conversaram sobre a melhoria da vida de deficientes físicos no Brasil.

– Foi muito bom esse encontro e confirmou a minha admiração por ele após conhecê-lo pessoalmente. Comentei sobre o quanto é imoral taxar cadeira de rodas e peças (tecnologia que o Brasil não tem) como controle de queixo e cadeira com respirador. A taxa de importação é de 100%. Por isso vejo tantos cadeirantes cabisbaixos sendo empurrados. Obrigado Sylvio Mancusi e Eduardo Bolsonaro pela conexão – declarou Bueno.

O presidente também falou sobre o encontro e chamou o surfista de “lenda” e “incrível exemplo de superação”. Ele também mandou um abraço para a esposa do atleta, Diana Bueno, e as duas bebês gêmeas do casal, Mariana e Isabella.

Presidente Jair Bolsonaro e o surfista Taiu Bueno almoçaram juntos Foto: Reprodução

– Temos muito a fazer pelo Brasil – terminou dizendo o presidente.

Taiu, apelido de Otaviano, ficou teraplégico em 1991, após sofrer um grave acidente em Praia de Paúba, São Paulo. Ele caiu da prancha e bateu no fundo de areia, lesionando a medula espinhal. Ele voltou a surfar em 2010 com a ajuda de uma cadeira adaptada e acompanhante, mas não voltou mais a competir.

Leia também1 Pe. Marcelo sobre empurrão: "Maior dor que senti na vida"
2 Após sete anos, homem volta a andar no dia do casamento
3 Homem sai do hospital após 10 meses: "Isso só Deus faz"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.