Leia também:
X Flamengo anuncia fim de parceria com o banco BS2

Relembre carreira de Mike Tyson, que voltará a lutar

Ex-pugilista teve carreira envolvida em grandes feitos e polêmicas

Camille Dornelles - 28/05/2020 17h13 | atualizado em 28/05/2020 17h18

Mike Tyson pensa em voltar aos ringues Foto: EFE/Tanny Mauren

O ex-pugilista Mike Tyson, de 53 anos, se aposentou dos ringues em junho de 2005, mas declarou que irá voltar ao boxe e que irá revelar seu adversário em breve. Ele tem uma proposta de mais de R$ 108 milhões para lutar contra Bare Knackle.

O norte-americano cultivou uma carreira invejável no esporte. Sua primeira derrota só aconteceu após 37 lutas e, em todos os anos em que foi atleta, só perdeu seis vezes. A última derrota foi a que culminou em sua aposentadoria, em 2005.

Com 15 anos, tornou-se campeão juvenil de boxe dos Estados Unidos da América. Com 20 anos, foi o mais jovem pugilista a ser campeão dos pesos pesados do Conselho Mundial de Boxe.

Tyson chegou a acumular um patrimônio de US$ 685 milhões, segundo a Forbes, (R$ 3,6 bilhões hoje), mas faliu em 2003 após má administração dos gastos. O ex-lutador então recuperou a sua fortuna após diversos empreendimentos no entretenimento.

Mike Tyson morde orelha de Evander Holyfield Foto: Reprodução Internet

MORDIDA NA ORELHA E OUTRAS POLÊMICAS
A vida de Mike Tyson foi marcada por polêmicas dentro e fora do ringue. Uma das mais conhecidas é quando, em 1997, ele mordeu e tirou um pedaço da orelha do pugilista Evander Holyfield. Tyson foi desclassificado da competição e foi banido por um ano na competição. O lutador afirmou que a mordida foi uma retaliação após ter levado cabeçadas do adversário.

Ele também chegou a ser condenado a seis anos de prisão por abuso sexual de uma participante do show Miss America em 1991, mas só cumpriu metade da pena por bom comportamento.

Além das lutas, o estilo de vida de Mike Tyson já foi alvo de polêmicas, como o fato de ele ter um tigre branco, extravagâncias financeiras e ter produzido maconha e ter tatuagens dos rostos de Mao Tsé-Tung, líder da revolução chinesa e de Ernesto Che Guevara.

Leia também1 Mansão que foi de Mike Tyson vai virar igreja evangélica
2 Neymar chega a acordo com médico do parto de seu filho
3 Sem jogos, Premiere, da Globo, perde 360 mil assinantes

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.