Leia também:
X Gabigol: “Me sinto preparado para jogar em qualquer lugar”

Juízes são cortados dos Jogos 2020 por ‘resultados roubados’

Árbitros foram acusados por pugilistas durante Jogos Olímpicos de 2016

Camille Dornelles - 21/11/2019 14h57

Jogos Olímpicos de Tóquio começam em julho de 2020 Foto: Divulgação

Trinta e seis juízes de boxe que atuaram durante os Jogos Olímpicos de 2016 foram cortados da edição de 2020, em Tóquio, Japão. O comitê Olímpico Internacional confirmou a informação nesta quinta-feira (21).

Eles haviam sido acusados de prejudicar os pugilistas com resultados “roubados”. Um deles foi o irlandês Michael Conlan, que perdeu para o russo Vladmiri Nikitin nas quartas de final da categoria peso-galo.

– No final do primeiro round, estava tudo muito fácil, confortável. Não estava nem cansado. Eu pensava: “vou ganhar fácil” – afirmou, ao se mostrar indignado com a decisão unânime da derrota.

– O objetivo principal da força-tarefa do boxe é garantir a realização dos eventos, colocando os atletas em primeiro lugar e com transparência e credibilidade nos resultados – defende Morinari Watanabe, chefe do boxe do COI.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começam no dia 24 de julho e vão até 9 de agosto.

Leia também1 Seleção feminina é convocada para amistoso na China
2 Seleção Brasileira masculina vence Copa do Mundo de vôlei
3 Ítalo Ferreira disputa vaga olímpica pelo Brasil no surfe

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.