Leia também:
X Zagueiro Renan é preso após acidente que resultou em morte

Zagueiro Renan bebeu gin antes de acidente fatal, diz Polícia

Bragantino vai rescindir contrato com atleta, afirma ge

Gabriel Mansur - 22/07/2022 18h46 | atualizado em 22/07/2022 18h58

Zagueiro Renan Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Preso na manhã desta sexta-feira (11) após se envolver em um acidente de carro que culminou na morte de um motociclista, em Bragança Paulista, interior de São Paulo, o zagueiro Renan, do Bragantino, confessou à Polícia Civil que havia tomado gin em uma festa. A informação foi noticiada pelo G1.

De acordo com a polícia, o jogador admitiu que antes do acidente havia passado a madrugada em uma festa em Campinas, onde teria bebido. Apesar de ter confessado a ingestão de álcool à polícia no momento do atendimento da ocorrência, o jogador preferiu ficar em silêncio durante o depoimento oficial.

– Verificamos através dos depoimentos, até com os policiais que atenderam a ocorrência, que ele afirmou que estava em uma festa e tinha ingerido bebida alcoólica, ele disse que ingeriu gin. Disse que acabou cochilando e por isso perdeu a direção do veículo – afirmou a responsável pela investigação, delegada Aline Alessandra Marques Faria Ferreira.

Renan dirigia o carro que invadiu a contramão da rodovia estadual Alkindar Monteiro Junqueira e colidiu de frente com a motocicleta. O motociclista, de 38 anos, morreu no local. Ele era casado e pai de dois filhos.

A embriaguez não foi confirmada porque, segundo a polícia, o zagueiro não apresentou sinais característicos e se recusou a fazer o teste do etilômetro. Ainda assim, agentes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), que atenderam a ocorrência, afirmaram que sentiram o cheiro de bebida e que encontraram uma garrafa de bebida próxima ao carro.

– Ele se recusou a fazer o etilômetro, se recusou a doar sangue e foi encaminhado para fazer o exame clínico. O exame apontou negativo para a embriaguez, mas, com base no depoimento dos policiais, nessa afirmativa dele de ter ingerido bebida nesta festa e ter a condução do veículo, ele está sendo autuado por homicídio culposo, com a qualificadora de estar sob efeito de álcool, e também perdeu o direito de dirigir – continuou a delegada.

Além disso, a PRE informou que o zagueiro não tinha CNH definitiva e que estava com a permissão para dirigir suspensa. Segundo o repórter Lucas Rangel, da TV Vanguarda, o jogador vai ser autuado em flagrante por homicídio culposo, com o agravante de ter ingerido bebida alcoólica e não ter permissão para dirigir, o que torna o crime sem fiança.

O atleta, que atuava pelo Palmeiras e estava emprestado para o Bragantino, foi levado para a cadeia de Piracaia (SP) e deve passar por audiência de custódia neste sábado (23).

RESCISÃO DE CONTRATO
O Bragantino não confirma oficialmente, mas a decisão pela rescisão do contrato de empréstimo com Renan já está tomada. O jogador pertence ao Palmeiras, com quem tem vínculo até 2025, mas o empréstimo ao clube de Bragança Paulista tinha validade até o fim da temporada e não havia valor fixado para compra dos direitos. A informação é do ge.

O Bragantino e o Palmeiras, com quem Renan tem vínculo até 2025, informaram que acompanham o caso e se colocaram à disposição para prestar a assistência necessária aos familiares da vítima, com os quais se solidarizaram pela fatalidade.

 

 

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.