Streaming mira brechas da Globo em torneios estaduais

Canais de transmissão pela internet veem os campeonatos dos estados como oportunidade de entrar no mercado do futebol

Pleno.News - 17/01/2020 21h45

Streaming quer aproveitar brechas da Globo em campeonatos estaduais Foto: Pixabay

Sem espaço nas principais competições nacionais de futebol, já que o Grupo Globo detém os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, os canais de streaming miram os torneios estaduais como oportunidade de entrar nesse mercado.

Os torneios de Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul começam nos próximos dias fora do sistema de pay-per-view da emissora, mas com presença em diferentes plataformas de streaming.

O Campeonato Paranaense será o único com exclusividade pela DAZN e transmissão de todas as partidas. No Brasil desde maio de 2019, a empresa deverá pagar a cada um dos 12 clubes R$ 370 mil pelos direitos de transmissão.

Athletico e Coritiba, integrantes da elite do Campeonato Brasileiro, e Londrina e Paraná, na Série B, receberão o mesmo valor a que têm direito equipes distantes do cenário nacional. Até a semana passada, o Athletico estava relutante diante da proposta.

Nos últimos anos, as negociações entre o clube e a Globo foram conturbadas, e a equipe chegou a ficar de fora das transmissões da emissora no estadual. No Brasileiro de 2019, os athleticanos chegaram a acordo com a Globo para transmissões pela TV aberta, mas ficaram de fora do pay-per-view.

A solução adotada pela DAZN, então, foi a de oferecer aos clubes a possibilidade de exibir os jogos e os melhores momentos em suas próprias plataformas, para sócios-torcedores, mediante login e senha.

Até o momento, Athletico e Coritiba anunciaram que usarão esse mecanismo. Os clubes poderão escolher seus próprios narradores, repórteres e comentaristas.

– As pessoas, hoje, procuram por aquilo que querem assistir, não são mais impactadas pelo que está passando nos canais de comunicação – diz Vinícius Grein, diretor de marketing do Athletico, que estima uma audiência de 26 mil sócios-torcedores em cada partida do time.

A DAZN também possui os direitos da Série C do Campeonato Brasileiro. Enquanto negociava para obter o seu primeiro estadual, baixou o preço mensal de sua assinatura, de R$ 37,90 para R$ 19,90 a partir de janeiro deste ano. “O novo preço e o contínuo investimento em direitos esportivos são parte da estratégia para continuar crescendo no país”, disse a empresa em nota enviada à Folha.

O Campeonato Paranaense começa neste sábado (18), com o duelo entre União e Athletico, às 16h.

Em Santa Catarina e no Mato Grosso do Sul, os estaduais se iniciam na próxima quarta-feira (22) e terão transmissão da Globo na TV aberta, mas não no pay-per-view, espaço ocupado pelo streaming.

No Catarinense, a Globo irá exibir uma partida por rodada, enquanto a TV NSports produzirá as outras quatro para o site futebolcatarinense.tv.

Esses duelos serão comercializados no formato pay-per-view. O torcedor terá que desembolsar até R$ 99 à vista ou dividir em três parcelas –houve lotes anteriores por preços menores– para ter acesso aos jogos.

No ato da assinatura, o torcedor indicará o seu time. A TV NSports, fundada em 2018, repassará um percentual de todas as assinatura para a Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina, que irá dividi-lo da seguinte forma: 50% para a equipe indicada pelo torcedor e 50% para os outros nove times.

Segundo Cláudio Gomes, diretor executivo da associação, esse modelo faturou R$ 1,3 milhão em 2019, primeiro ano desse formato.

– No ano passado, a venda dos 10 mil pacotes superou nossas expectativas. Para este ano, esperamos atingir 20 mil pacotes – disse.

A Globo tem prioridade para escolher as partidas da primeira fase do Catarinense e no mata-mata. Há um acordo entre as partes para que tanto a emissora de TV aberta quanto a TV NSports transmitam as finais.

– O modelo acertado foi satisfatório para as partes envolvidas – disse a assessoria de comunicação da emissora. Na primeira rodada do Catarinense, a Globo irá televisionar para o estado de Santa Catarina o jogo entre Chapecoense e Avaí.

No Sul-Matogrossense, a partida inaugural, entre Águia Negra e Ponta Porã, terá transmissão da MyCujoo.

A plataforma de origem suíça também aproveita as brechas deixadas pela Globo, que prevê televisionar apenas 8 jogos dos 45 da primeira fase da competição. A MyCujoo não cobra assinaturas e afirma que lucra com espaços publicitários.

QUEM TRANSMITE CADA CAMPEONATO
Globo (TV aberta)
Gaúcho, Paulista, Carioca, Mineiro, Sul-Matogrossense, Matogrossense, Baiano, Pernambucano, Cearense, Catarinense e Goiano

SporTV, Premiere e Globoesporte.com
Carioca, Paulista, Mineiro, Gaúcho, Pernambucano e Baiano

DAZN
Paranaense

TV NSports
Catarinense

MyCujoo
Sul-Matogrossense

*Folhapress/Carlos Petrocilo

LEIA TAMBÉM+ Técnico do Santos dispensa jogos-treino em preparação
+ Flamengo rejeita Globo e não terá transmissões no Carioca


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo