Leia também:
X Bolsonaro: Governo “joga nas quatro linhas” da Constituição

STF forma maioria para liberar Copa América no Brasil

Seis ministros já votaram a fazer da realização do torneio no país

Henrique Gimenes - 10/06/2021 17h57 | atualizado em 10/06/2021 18h30

STF forma maioria para liberar a Copa América no Brasil Foto: Lucas Figueiredo / CBF

O Supremo Tribunal Federal (STF) analisa, nesta quinta-feira (10), três ações que tem por objetivo impedir a realização da Copa América no Brasil. E em duas delas, relatadas pela ministra Cármen Lúcia, seis ministros votaram contra as ações e a favor da Copa, Com isso, formou-se maioria para permitir o campeonato Brasil.

As ações são julgadas por meio do plenário virtual da Corte.

Cármen Lúcia foi a primeira a apresentar seu voto e liberou a realização da competição. Ela foi acompanhada pelos ministros Marco Aurélio Mello, Ricardo Lewandowski, Edson Fachin, Gilmar Mendes e Dias Toffolli.

Com o isso placar nestas duas ações, de autoria do Partido Socialista Brasileiro e da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos, está em 6 a 0 pela liberação da realização do torneio, o que representa a maioria da Corte. Os ministros podem apresentar seu votos ou mudar seu posicionamento até às 23h59 de hoje.

Já a terceira ação foi apresentada pelo PT trata de Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) e é relatada pelo ministro Ricardo Lewandowski. Ele votou para liberar o torneio no país, mas definiu ser necessário o envio de um plano detalhado de segurança sanitária ao STF. As autoridades terão um prazo de 24 horas enviar o documento.

Votaram com Lewandowski os ministros Edson Fachin e Gilmar Mendes. Já Marco Aurélio abriu voto divergente. Com isso, o placar nesta ação está em 3 a 1.

A Copa América está marcada para começar neste domingo (13).

Leia também1 Moraes impõe fiança de R$ 100 mil a Silveira, com prazo de 48h
2 Em carta a Jair Bolsonaro, juízes indicam William Douglas ao STF
3 STF: Cinco ministros já votaram a favor da Copa América
4 Aziz afirma que CPI vai recorrer para ouvir Wilson Lima
5 CPI: Não querem investigar quem pode ter desviado dinheiro, diz Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.