Leia também:
X Ronaldinho Gaúcho completa 4 meses preso. Relembre caso

SP: Governo confirma volta do Campeonato Paulista no dia 22

Torneio retorna após ficar paralisado por mais de quatro meses

Paulo Moura - 08/07/2020 13h25

Volta do Campeonato Paulista já tem data marcada Foto: Agência Botafogo/Raul Ramos

O retorno dos jogos de futebol profissional em São Paulo já tem data marcada. O governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (8) que o Campeonato Paulista retornará no próximo dia 22 de julho. Com estádios sem torcida, a final está prevista para acontecer no dia 8 de agosto. As partidas estavam suspensas desde o início da pandemia de coronavírus no estado de São Paulo.

– O Paulistão foi paralisado faltando seis rodadas. A previsão, e sobre isso falará o presidente da Federação, é que a final seja disputada possivelmente no dia 8 de agosto, sábado, e no dia seguinte, ao que tudo indicado, domingo, dia 9, começa o Campeonato Brasileiro de Futebol – afirmou Doria.

A autorização para o retorno do torneio foi aprovada pelo Centro de Contingência para o Coronavírus em conjunto com a Federação Paulista de Futebol. A volta será gradual e possui uma série de medidas estabelecidas em protocolo apresentado ao comitê pela Federação. Entre as ações estão previstas a testagem, retomada com trabalho individual, além de higiene e proteção dos atletas.

O Campeonato Paulista foi paralisado na décima rodada, em 16 de março e ainda tem 24 jogos a serem disputados em seis datas, duas para o fim da primeira fase, quartas de final, semifinal e dois jogos das finais.

Leia também1 Governo da BA e prefeitura de Salvador preparam reabertura
2 Globo não irá transmitir Fla-Flu da final da Taça Rio
3 Ferj obtém liminar que obriga Globo a exibir o Carioca
4 Em nota, Palmeiras dá apoio a MP dos direitos de TV
5 Bolsonaro celebra transmissão do Flamengo: "Alforria"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.