Leia também:
X No Morumbi, São Paulo goleia a Chapecoense e encerra jejum

Renata Fan revolta web ao criticar mãe agredida em jogo

Jornalista fez comentário recriminando atitude da mãe atacada por torcedores rivais

Gabriela Doria - 23/07/2019 10h16

A jornalista esportiva Renata Fan se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais nesta segunda-feira (22) depois de recriminar a mãe que foi agredida no estádio Beira-Rio após um jogo entre Grêmio e Internacional, no último sábado (20). Na ocasião, a torcedora estava acompanhada do filho pequeno e os dois foram alvos de intimidações e agressões por parte de torcedores do Inter.

As declarações da apresentadora do Jogo Aberto pegaram mal e causaram revolta entre os internautas.

Para Renata, a mulher agredida “deveria zelar um pouquinho mais pelo bem-estar do filho dela”.

– A gente sabe que o bê-á-bá do futebol não permite isso. Por exemplo, você não pode ir no meio da torcida do Palmeiras e levantar uma camisa do Corinthians. A gente não pode ver um torcedor do Cruzeiro levantar a camisa no meio da torcida do Galo. Isso é o bê-á-bá do futebol. O problema todo é que essa moça estava com uma criança, que foi, de certa maneira, coagida, intimidada, pode ficar traumatizada. Uma criança que está aprendendo a ser um torcedor. Acho que teve truculência dos torcedores do Inter, mas entendo que a mãe deveria zelar um pouquinho mais pelo bem-estar do filho dela – afirmou Renata.

Tentando minimizar o impacto das declarações, a apresentadora criticou também a atitude dos agressores.

– Tem muita gente errada. Torcedor não tem que puxar camisa, eu condeno essa atitude, e condeno uma mãe que leva um filho e faz isso, expondo a criança que ela levou ao estádio no setor errado, num lugar que ela não poderia estar como torcedora do Grêmio. Tem limites e regras – defendeu a jornalista.

As redes sociais não deixaram barato e logo atacaram as declarações de Renata. Veja o que os internautas disseram sobre a postura da apresentadora.

MÃE E FILHO AGREDIDOS POR TORCEDORES DO INTER
O que era para ser um programa em família se tornou um pesadelo para uma mulher que estava acompanhada pelo filho no jogo entre Grêmio e Internacional, na noite de sábado. Ao fim da disputa, mãe e filho, que torcem pelo tricolor gaúcho, foram cercados por quatro integrantes da torcida rival.

As câmeras do canal Premiere filmaram o momento em que uma mulher, carregando uma faixa escrita “Inter antifascista” se aproximou e começou a empurrar a mulher. Em determinado momento, um dos homens puxa a camisa da mão do menino que sai chorando.

As imagens geraram revolta na internet. O atacante do Grêmio, Everton Cebolinha, usou os Stoires para pedir que, quem encontra a criança, possa entrar em contato com ele. Em nota, o presidente do Internacional, Marcelo Medeiros, lamentou a agressão.

– No mínimo, não houve bom senso e compostura dos adultos envolvidos em preservar uma criança diante do momento. O clube está realizando a checagem das imagens para verificar o episódio. Assim, tomará as medidas cabíveis para eventuais punições tanto a torcedores quanto a funcionários da casa, conforme regra do estatuto – disse.

Leia também1 Inter suspende torcedora que agrediu mãe e filho gremistas
2 Mãe e filho são agredidos por torcedores do Internacional
3 Grêmio e Inter empatam em jogo marcado por gol contra

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.