Leia também:
X Bolsonaro sobre Copa América: Japão vacinou 3% e fará Olimpíada

Presidente afastado da CBF diz que nunca quis trocar o Tite

Dirigente também negou que jogadores queiram boicotar Copa América

Pierre Borges - 07/06/2021 16h46 | atualizado em 07/06/2021 17h01

Rogério Caboclo, presidente afastado da CBF Foto: Divulgação/CBF

O presidente afastado da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, negou ter prometido ao presidente Jair Bolsonaro a demissão de Tite do comando da Seleção Brasileira. Em entrevista ao jornalista Rodrigo Bueno, da ESPN Brasil, ele disse que nunca quis demitir o técnico e que os jogadores da Seleção nunca falaram em boicotar a Copa América.

– Os jogadores nunca falaram em boicotar a Copa América; em nenhum momento, isso aconteceu. E eu nunca quis trocar o Tite, a comissão técnica. Nós estaremos todos juntos na Copa de 2022 e para vencer – afirmou.

O dirigente foi afastado do cargo neste domingo (6) após ser acusado de assédio moral e sexual contra uma funcionária. Ele afirmou que é inocente e que voltará à presidência da entidade.

– Eu não posso falar nada sobre isso porque tudo será tratado na minha defesa. Eu sou inocente e tenho absoluta certeza de que vou provar isso. E não há dúvida nenhuma de que voltarei [ao cargo de presidente da CBF]. A minha família toda está me apoiando, minha mulher, meu filho, meus pais, minha ex-mulher – disse.

Leia também1 Rogério Caboclo é afastado da presidência da CBF por 30 dias
2 Apolinho sobre Tite: Se não quer, passa no RH e vai embora
3 Bolsonaro sobre Copa América: Japão vacinou 3% e fará Olimpíada
4 Bolsonaro nega interferência em técnico ou jogadores da Seleção
5 CPI pretende quebrar o sigilo telefônico de Carlos Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.