Leia também:
X Mulher acusa Daniel Alves de assédio sexual em balada

Pelé escolheu ser enterrado em cemitério mais alto do mundo

Rei do Futebol almejava "paz espiritual"

Pleno.News - 01/01/2023 19h23 | atualizado em 02/01/2023 12h36

Memorial Necrópole Ecumênica Foto: Divulgação

Em julho de 2003, quando tinha 62 anos, Pelé decidiu comprar um lóculo no Memorial Necrópole Ecumênica, em Santos, no litoral de São Paulo. Dezenove anos depois, o Rei do Futebol será enterrado no primeiro andar do local, homologado há mais de 20 anos no Guiness Book, o livro dos recordes, como o mais alto cemitério vertical do mundo.

Pelé será velado no gramado da Vila Belmiro entre 10h de segunda-feira (2) e 10h de terça (3). Depois, haverá um cortejo pelas ruas de Santos, com passagem pelo canal 6, onde mora sua mãe, dona Celeste Arantes. Só depois disso, às 14h, é que vai ocorrer o enterro.

A solenidade será restrita a familiares, sob o som do canto das araras e papagaios, já que 90% da área total de 40 mil m² é formada por reserva nativa e preservada de Mata Atlântica.

O cemitério é cercado de natureza nas áreas comuns, com pequenos lagos com carpas, patos, além do aviário com araras e outras espécies nativas da Mata Atlântica. No térreo, há um museu de automóveis antigos.

O corpo do Rei do Futebol ficará em um mausoléu no Memorial, onde também estão enterrados o pai de Pelé, João Ramos do Nascimento, o Dondinho, que morreu em 1996, o irmão, Jair Arantes do Nascimento, o Zoca, morto em 2020, além de Antonio Wilson Honório, o Coutinho, parceiro de ataque no lendário Santos bicampeão mundial em 1962 e 1963, que faleceu em 2019.

Os parentes de Pelé estão no nono andar do prédio. O plano inicial era de que o Rei fosse enterrado em um jazigo no mesmo andar em homenagem ao pai Dondinho, que vestia a camisa 9. Mas a família mudou o planejamento em conversa com a administração e ele será sepultado no mausoléu situado no primeiro piso da construção.

Antes mesmo da morte de Pelé, tornaram-se virais nas redes sociais imagens de um caixão dourado onde o Rei supostamente seria enterrado. Ao Estadão, a assessoria do Memorial negou a existência desse jazigo.

Pelé escolheu ser enterrado no Memorial, porque considerou que o local não se parece com um cemitério e transmite “paz espiritual e tranquilidade”.

– A pessoa não se sente deprimida, sequer parece com um cemitério – disse ele em entrevista ao Jornal A Tribuna, em 2003.

ATRAÇÃO TURÍSTICA
A ideia, depois do enterro de Pelé, é que o Memorial se torne atração turística de Santos. O espaço será aberto ao público para visitas dias depois da cerimônia. A administração ainda não definiu as datas.

O Memorial foi idealizado pelo empresário argentino Pepe Altstut, que morreu em 2021 e de quem Pelé era amigo. Pepe foi um grande incentivador do esporte e financiou atletas de diferentes modalidades, como ciclismo, atletismo e boxe.

O cemitério fica no bairro de Marapé. Tem vista para a Vila Belmiro e está a menos de um quilômetro do estádio onde Pelé fez jogos memoráveis e no qual os fãs darão o último adeus. São 18 mil lóculos, espaço que abriga os caixões, espalhados em 14 andares do cemitério, que também tem serviço de cremação, cinerário, ossário, mausoléu e tributum.

– Buscamos envolver dentro de nossa estrutura conforto, aconchego e tranquilidade a todos que, inevitavelmente, passam por momentos de perdas de seus familiares. Trabalhamos para prover momentos de paz e harmonia – diz Evans Edelstein, CEO do grupo Memorial Bom Pastor.

*AE

Leia também1 Mulher acusa Daniel Alves de assédio sexual em balada
2 Fala de Pelé faz presidente do Santos desistir de aposentar a 10
3 Dona Celeste, mãe de Pelé, ainda não sabe da morte do filho
4 Pastor revela que Pelé "voltou para Jesus" antes de morrer
5 Um dia antes de morrer, Pelé realizou sonho de filha rejeitada

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.