Leia também:
X Decisão sobre Eliminatórias será tomada sábado, diz Conmebol

Palmeiras bate Grêmio por 2 a 0 e fatura a Copa do Brasil

Com a conquista, a equipe paulista alcançou a tríplice coroa

Pleno.News - 07/03/2021 21h25 | atualizado em 08/03/2021 12h48

Palmeiras conquista a Copa do Brasil Foto: Cesar Greco

Virou rotina ver o Palmeiras campeão na temporada 2020. Menos de 40 dias depois de conquistar a Copa Libertadores, o time de novo ergueu uma taça ao bater o Grêmio por 2 a 0 neste domingo, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, e garantir pela quarta vez o título da Copa do Brasil. Além do troféu no torneio nacional e na competição continental, a equipe ganhou o Campeonato Paulista. Uma tríplice coroa para ficar na história.

Daqui alguns anos, quando os palmeirenses do futuro lerem este texto ou buscarem informações, vão se lembrar de que o clube viveu uma temporada mágica em 2020. A geração atual do clube se consolida de vez em uma patamar raro. Somente uma vez na história o Palmeiras ganhou três títulos na mesma temporada. Em 1993, a equipe comemorou o Paulistão, o Torneio Rio-São Paulo e o Campeonato Brasileiro.

O Palmeiras da final da Copa Brasil foi superior ao time que atuou na decisão da Libertadores e no Mundial de Clubes da Fifa. A equipe evoluiu e está mais criativa, um sinal de que não se acomodou nem se cansou com a longa temporada. Um símbolo desse processo é o atacante Wesley. Após três meses fora, por causa de uma cirurgia no joelho esquerdo, o jogador de 21 anos voltou ao time e marcou gol na final.

Após a vitória palmeirense por 1 a 0 em Porto Alegre, o jogo começou em ritmo forte. O Grêmio abriu mão da necessidade de estudar o adversário ou de sentir como seria a final e logo foi para cima. A equipe quase conseguiu sair na frente com Pepê logo aos dois minutos. O Palmeiras conseguiu conter o ímpeto inicial do adversário e, ao equilibrar as ações, mostrou como seria a característica da decisão.

A partida teve intensa participação dos laterais. Foi um confronto aberto. O Palmeiras logo conseguiu se impor, quase pontuou com Rony e teve um gol anulado por impedimento. A equipe alviverde trocava passes como não se sentisse ansioso pelo título e demonstrava um variado repertório para atacar Paulo Victor. Chutes de fora da área eram perigosos, enquanto o Grêmio não manteve o ímpeto durante todo o primeiro tempo.

Fora uma cabeçada de Diego Souza, o time gaúcho se complicava a cada minuto. Era difícil se impor, mas se tornava necessário arriscar-se mais para conseguir o resultado, mesmo que isso desse ao Palmeiras a confortável opção de contra-atacar. A final começou a se definir justamente em uma jogada desse tipo. Raphael Veiga armou e serviu para Wesley marcar, aos sete minutos do segundo tempo.

A partir de então, o placar agregado por 2 a 0 deixou tudo mais confortável. O Palmeiras, um time de garotos, jogou como veterano. As troca de passes para administrar o jogo deixava o Grêmio ainda mais acuado. No desespero, a equipe gaúcha chegou a tirar zagueiro para se encher de atacantes. Enquanto isso, a equipe alviverde esperava a hora do bote final.

A chance veio aos 39 minutos, em um gol que encerrou a temporada, confirmou o título e resume a força do Palmeiras. Em um veloz contra-ataque, coube a uma revelação das categorias de base marcar de novo. Gabriel Menino chutou cruzado, fez 2 a 0 e deu à torcida mais uma alegria na temporada. E o melhor de tudo é o palmeirense ter a certeza de que esse jovem time tem apetite de sobra para garantir mais taças.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 x 0 GRÊMIO

PALMEIRAS – Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Alan Empereur e Matías Viña; Felipe Melo, Zé Rafael (Patrick de Paula) e Raphael Veiga (Mayke); Rony, Wesley (Gabriel Menino) e Luiz Adriano (Willian). Técnico: Abel Ferreira.

GRÊMIO – Paulo Victor; Vanderson (Victor Ferraz), Paulo Miranda, Kannemann (Churín) e Diogo Barbosa; Maicon e Matheus Henrique; Thaciano (Jean Pyerre), Alisson (Guilherme Azevedo) e Pepê (Ferreira); Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho.

GOLS – Wesley, aos 7, e Gabriel Menino, aos 39 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Zé Rafael e Mayke (Palmeiras); Paulo Miranda, Kannemann, Esteves e Marcos Rocha (Grêmio).

ÁRBITRO – Bruno Arleu Araújo (Fifa/RJ).

RENDA E PÚBLICO – Jogo com portões fechados.

LOCAL – Estádio Allianz Parque, em São Paulo (SP).

*Estadão

Leia também1 Técnico Renato Gaúcho renova seu contrato com o Grêmio
2 Apesar da fase vermelha, jogos de futebol estão mantidos em SP
3 Jogador cristão foi proibido de fazer sinal da cruz em campo
4 Ex-esposa diz que Maradona foi sequestrado por advogado
5 Sobrevivente de tragédia da Chape sofre outro acidente grave

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.