Leia também:
X Secom divulga nota em que Jair Bolsonaro lamenta morte de Pelé

Lula lamenta morte de Pelé: “Massacrava meu Corinthians”

Nas redes sociais, petista disse que teve o privilégio de ver Pelé jogar ao vivo

Henrique Gimenes - 29/12/2022 19h17 | atualizado em 30/12/2022 10h14

Pelé Foto: EFE/ Sebastiao Moreira

Nesta quinta-feira (29), o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva se manifestou sobre a morte de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. Em suas redes sociais, o petista afirmou que “viu Pelé dar show” ao vivo e que chegou a ter raiva do ex-atleta por sempre “massacrar” o Corinthians.

O Rei do Futebol estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 29 de novembro, para reavaliação da quimioterapia de um tumor de cólon e tratamento de uma infecção respiratória. O ex-craque já não vinha mais respondendo ao tratamento, chegou a ser sedado de forma paliativa, e não resistiu.

O hospital divulgou um boletim médico na tarde desta quinta (29), informando que a morte ocorreu às 15h27 “em decorrência da falência de múltiplos órgãos, resultado da progressão do câncer de cólon associado à sua condição clínica prévia”.

– Eu tive o privilégio que os brasileiros mais jovens não tiveram: eu vi o Pelé jogar, ao vivo, no Pacaembu e Morumbi. Jogar, não. Eu vi o Pelé dar show. Porque quando pegava na bola ele sempre fazia algo especial, que muitas vezes acabava em gol. Confesso que tinha raiva do Pelé, porque ele sempre massacrava o meu Corinthians. Mas, antes de tudo, eu o admirava. E a raiva logo deu lugar à paixão de vê-lo jogar com a camisa 10 da Seleção Brasileira – apontou o petista em sua conta do Twitter.

Na sequência, Lula falou que o ex-atleta levou longe o nome do Brasil.

– Poucos brasileiros levaram o nome do nosso país tão longe feito ele. Por mais diferente do português que fosse o idioma, os estrangeiros dos quatros cantos do planeta logo davam um jeito de pronunciar a palavra mágica: “Pelé”. Pelé nos deixou hoje. Foi fazer tabelinha no céu com Coutinho, seu grande parceiro no Santos. Tem agora a companhia de tantos craques eternos: Didi, Garrincha, Nilton Santos, Sócrates, Maradona… Deixou uma certeza: nunca houve um camisa 10 como ele. Obrigado, Pelé – escreveu.

Leia também1 Pastor Mark Driscoll diz que o filme "Avatar" é satânico
2 Bolsa e real pioram com falas de Lula sobre a Petrobras
3 Secom divulga nota em que Jair Bolsonaro lamenta morte de Pelé
4 Nas redes, famosos lamentam a morte de Pelé, Rei do Futebol
5 Homem que jogou água fervente em policial se livra da prisão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.