Leia também:
X Hepta! Corinthians vence Flu e é campeão do Brasileirão 2017

Juíza suspende votos da urna 7 nas eleições do Vasco

Com decisão, candidato da oposição, Julio Brant, supera o atual presidente. Ainda cabe recurso

Henrique Gimenes - 16/11/2017 16h49 | atualizado em 16/11/2017 18h24

Com suspensão dos votos da urna 7, chapa de Eurico Miranda fica em segundo lugar nas eleições Foto: CRVG/Paulo Fernandes

A juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 52ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, decidiu, nesta quinta-feira (16), suspender os 475 votos depositados na urna 7 nas eleições para a presidência do clube de futebol Vasco. Com a decisão, o candidato da oposição, Julio Brant, supera o atual presidente do clube, Eurico Miranda.

Foi dado um prazo de 72 horas para o clube divulgar uma nova ata da reunião da Assembleia Geral confirmando o resultado da eleição. Ficou definido uma multa de R$ 50 mil para o caso de a decisão ser descumprida. Eurico Mirana ainda pode recorrer.

Também ficou determinado que o presidente da Assembleia Geral do Vasco convoque eleição no Conselho Deliberativo do clube, tendo a chapa de Julio Brant com direito a 120 cadeiras e a chapa de Eurico Miranda com 30.

Na urna 7 estão os votos de 691 sócios do clube que se associaram nos dois últimos meses de 2015. Sem esses votos, a chapa de Julio Brant fica com 1.933 votos. Já a chapa de Eurico Miranda contabiliza 1.683 votos.

LEIA TAMBÉM
+ Hepta! Corinthians vence Flu e é campeão do Brasileirão 2017
+ Globo é acusada de pagar propina por direitos de TV

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.