Leia também:
X Pelé recebe alta de UTI e vai para quarto do Albert Einstein

Jogador da Argentina critica autoridades brasileiras

Papu Gómez deu declarações nesta quinta-feira

Pleno.News - 16/09/2021 14h54 | atualizado em 16/09/2021 15h20

Meia-atacante argentino Alejandro Gómez Foto: Reprodução/Instagram / papugomez_official

O meia-atacante argentino Alejandro Gómez, do Sevilla, criticou, em entrevista veiculada, a forma como as autoridades brasileiras atuaram antes do jogo entre as seleções do Brasil e da Argentina pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, que acabou suspenso. O atleta deu declarações nesta quinta-feira (16).

– Eles poderiam ter nos avisado dois ou três dias antes. Eles esperaram que o jogo começasse para entrar no campo, algo nunca visto antes. Foi um fato lamentável e vergonhoso, que mancha o futebol sul-americano. Havia muitas estrelas e muitas pessoas, que no final é quem paga – disse o jogador ao site muchodeporte.com.

A decisão de suspender o jogo, que deveria ter ocorrido integralmente no último dia 5, veio depois que a Argentina decidiu se retirar de campo, porque fiscais da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) invadiram o gramado em busca de quatro jogadores que forneceram informações falsas à imigração, ao entrarem no Brasil.

Os atletas em questão são o goleiro Emiliano Martínez, o zagueiro Cristian Romero e os meias Emiliano Buendía e Giovani Lo Celso, que atuam no futebol inglês e que, após terem jogado por suas equipes, juntaram-se à seleção argentina.

Alejandro, também chamado de Papu Gómez, que se recuperou da Covid-19 em agosto deste ano, garantiu acreditar que o que aconteceu antes do clássico, que terá desfecho definido pela Fifa, é “algo que vai além do futebol”.

*EFE

Leia também1 5 ministros de Fernández pedem demissão após derrota eleitoral
2 Hackers invadem site da Anvisa e exibem bandeira argentina
3 Jogador argentino 'tira o corpo fora' e provoca: "Íamos ganhar"
4 Casa Civil: 'Argentinos entraram de maneira irregular no Brasil'
5 Diretor da Anvisa aponta má-fé e desrespeito dos argentinos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.