CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Fui tratado pelo Corinthians como qualquer um, diz Ralf

Flamengo quer reduzir pensão das famílias das vítimas

Clube quer pagar valor menor do que um salário mínimo

Rafael Ramos - 21/02/2020 19h12 | atualizado em 21/02/2020 20h28

Situação das famílias das vítimas do Ninho do Urubu ainda não foi resolvida Foto: Reprodução

Após a Justiça fixar o valor da pensão às famílias das vítimas do incêndio o Ninho do Urubu em R$ 10 mil, o Flamengo entrou com uma petição para que a quantia seja ajustada para R$ 696, o que corresponde a dois terços do atual salário mínimo. O caso corre na 13° Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).

Como recurso, o clube argumentou que “o valor arbitrado pela decisão agravada não é sequer razoável e não encontra amor legal”. O Flamengo ainda disse que já adiantou mensalmente um montante de R$ 5 mil a familiares que deram quitação ao Rubro-Negro.

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPRJ) e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) rebateram o recurso. Autores da ação civil contra o time carioca, os órgãos afirmaram que “a pretensão do Flamengo de pagamento de valores irrisórios não se justifica juridicamente”.

Leia também1 Zico pede soluções sobre a tragédia no Ninho do Urubu
2 Fui tratado pelo Corinthians como qualquer um, diz Ralf
3 Vasco envia carta à Conmebol após episódio de racismo


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo