Flamengo empata e avança às oitavas na Libertadores

Time brasileiro manteve o jejum do Peñarol na competição

Pleno.News - 09/05/2019 08h20

Jogo aconteceu nesta quarta-feira Foto: EFE/Federico Anfitti

Em um jogo que poderia ter sido resolvido de maneira mais tranquila pela equipe brasileira, o Flamengo abusou do direito de perder gols, mas empatou com o Peñarol em 0 a 0, se classificando para as oitavas de final da Taça Libertadores e mantendo o jejum do adversário, que mais uma vez morreu na fase de grupos pela sétima vez consecutiva.

A igualdade favorecia o Fla que, mesmo assim, criou as melhores oportunidades. Mas, Arrascaeta, Vitinho e, principalmente, Gabigol perderam chances claras. Porém, o pentacampeão continental, que pouco incomodou o goleiro, também não foi às redes e deu adeus.

O time dirigido pelo técnico Abel Braga, a LDU de Quito, que goleou o San José por 4 a 0 no Equador, e o Peñarol ficaram empatados em pontos, com dez cada. No saldo de gols, o representante brasileiro ficou com a liderança, enquanto o Peñarol terminou em terceiro e deu adeus, precisando se contentar com uma vaga na Copa Sul-Americana. O atual campeão uruguaio não vai ao mata-mata desde 2011, quando perdeu para o Santos na decisão.

A única ausência no Flamengo foi o goleiro Diego Alves, devido a uma lombalgia. No Peñarol, Diego López teve força máxima após os retornos dos experientes Guzmán Pereira e Walter Gargano, que vinham sentindo dores musculares.

O campeão da América em 1981 teve a faca e o queijo na mão para fazer 1 a 0 logo no começo da partida e ganhar tranquilidade. Com um minuto no primeiro tempo, Everton Ribeiro puxou contra-ataque, Arrascaeta fez linda enfiada, e Gabigol, livre na marca do pênalti, tirou demais do goleiro Dawson e chutou à direita do gol.

Os carboneros tinham domínio territorial, mas o rubro-negro criava mais. Aos 16 minutos, Everton Ribeiro invadiu pela direita e tocou para o meio na saída de Dawson, buscando Bruno Henrique, mas o atacante não chegou por centímetros. Mais tarde, aos 22, Gabigol desceu pela esquerda com liberdade e bateu de fora da área, à direita do alvo.

Ainda no primeiro tempo, houve a primeira substituição no jogo. E não em nenhum dos times, mas sim na arbitragem: o auxiliar José Retamal sentiu uma lesão e foi substituído pelo quarto árbitro, Cesar Deischler.

Aos 39, Bruno Henrique fez linda jogada pela esquerda, e a defesa tirou. Na sobra, Arão entrou na área pela direita e concluiu por baixo, para fora. Nos acréscimos, aos 46, Gabigol acelerou pelo meio, fez fila e chutou de bico, mas, bem colocado, Dawson segurou.

Sem diminuir o ritmo após o intervalo, o time visitante protagonizou linha de passe rápida aos oito minutos da etapa final. Everton Ribeiro puxou contra-ataque pela esquerda e cruzou por baixo para Arrascaeta, que finalizou no meio do gol. Dawson encaixou. Um minuto depois, Gabigol ficou cara a cara, mas o arqueiro uruguaio salvou com o pé direito.

Aos 15, a torcida rubro-negra levou um susto. Hernández cruzou da esquerda e Viatri furou, mas Renê quase marcou contra. Léo Duarte afastou praticamente em cima da linha.

A situação do Flamengo começou a ficar dramática aos 18, quando Pará, o único jogador do campeão carioca com cartão amarelo até então, parou Brian Rodríguez com falta e foi expulso. Na cobrança, Hernández fez o chuveirinho e Cristian Rodríguez encobriu a meta.

O pentacampeão da Libertadores insinuou uma pressão aos 24, com Lema, que encheu o pé de muito longe, e César encaixou. Logo na sequência, González invadiu pela direita nas costas de Renê e arrematou cruzado, mas a bola desviou e saiu. Mais tarde, aos 29, ‘Cebolla’ Rodríguez escorou o levantamento da esquerda e acertou a rede, mas por cima.

O domínio territorial foi todo do Peñarol que, no entanto, não criou uma chance clara sequer a partir de então. Quem, sim, teve tudo para ir às redes, foi Vitinho, que havia entrado no lugar de Arrascaeta. O atacante partiu livre do campo de defesa, ficou de frente para Dawson e poderia tê-lo driblado ou encoberto, mas chutou em cima dele.

A partida acabou com confusão. Ainda havia um minuto de acréscimo, mas González cometeu falta dura em Vitinho, foi expulso e fez com que o tempo fechasse. Por prudência, o chileno Roberto Tobar apontou o centro de campo antes da hora.

*Com informações da Agência EFE

LEIA TAMBÉM+ Vasco anuncia Vanderlei Luxemburgo como técnico
+ Neymar se emociona ao conhecer Will Smith
+ Jogador de futebol é preso após agredir a namorada


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo