Leia também:
X Mãe de Djokovic vê filho como vítima de tortura por retenção na Austrália

Flamengo é denunciado por não usar camisa 24 na Copinha

Clube carioca é acusado de prática homofóbica

Pleno.News - 10/01/2022 14h07 | atualizado em 10/01/2022 15h01

Camisa do Flamengo Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Uma denúncia contra o Flamengo foi apresentada à Procuradoria de Justiça Desportiva do Estado de São Paulo. O clube carioca é acusado de prática homofóbica porque não tem o número 24 como forma de identificação de seus jogadores na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

O advogado Carlos Nicodemos assina a representação feita pelo Grupo Arco-Íris. As informações são da coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo

Segundo o Grupo Arco-Íris, o Flamengo contribui para alimentar práticas discriminatórias contra a população LGBT ao pular a numeração entre sua equipe.

– Nem toda homofobia é explícita. Muitas vezes, está implícita e disfarçada. A imagem que fica marcada não é a de um eventual dirigente ou atleta com uma suposta prática homofóbica, mas uma eventual suposta prática de discriminação homofóbica institucional – afirmou o presidente do Grupo Arco-Íris, Cláudio Nascimento.

Leia também1 Mãe de Djokovic vê filho como vítima de tortura por retenção na Austrália
2 Austrália cogita deportar Djokovic, apesar de vitória judicial do tenista
3 Irmão de Djokovic: "Eles querem capturá-lo e prendê-lo de novo"
4 Juiz libera entrada de Djokovic e anula cancelamento de visto
5 'Djokovic será um símbolo do mundo livre', diz pai do tenista

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.