CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Fórmula 1 registra primeiro caso de piloto com Covid-19

Ex-auxiliar de Guardiola é o novo técnico do Flamengo

Última experiência de Domènec Torrent como treinador foi nos EUA

Pleno.News - 31/07/2020 14h51 | atualizado em 31/07/2020 17h11

Domènec Torrent é o novo técnico do Flamengo Foto: Reprodução

O Flamengo anunciou nesta sexta-feira (31) a contratação do técnico Domènec Torrent, 58, que chega para substituir o português multicampeão Jorge Jesus.

Ex-auxiliar de Pep Guardiola no Barcelona (ESP), no Bayern de Munique (ALE) e no Manchester City (ING), Torrent teve sua última experiência no futebol como treinador principal do New York City (EUA), da Major League Soccer, cargo que ocupou de 2018 a 2019.

O catalão, nascido na província de Girona, sabia desde o início das negociações que não era a primeira opção da diretoria rubro-negra, mas o alvo principal do clube, o português Carlos Carvalhal, optou por seguir na Europa e assinou com o Braga (POR).

Domènec Torrent é sócio e torcedor do Barcelona. Em 1992, ele viajou a Londres e assistiu no estádio de Wembley à vitória do Barça diante da Sampdoria (ITA), na final da Champions League, primeiro título da equipe na principal competição europeia.

Torrent trabalhou com Pep durante dez temporadas entre 2007 e 2018. Juntos, levantaram oito taças de ligas nacionais, duas da Champions League, três Mundiais de Clubes e três Supercopas Europeias antes de o auxiliar anunciar ao amigo que assumiria o New York City FC, clube pertencente ao mesmo grupo dono do Manchester City.

Com relação às ideias de jogo, Domènec Torrent gosta do futebol ofensivo tanto quanto Jorge Jesus, mas a concepção de como atacar é diferente da do português.

O catalão é adepto, assim como Guardiola, do jogo de posição. Em linhas gerais, esse conceito se baseia no respeito às posições de cada jogador. Eles (os atletas) são responsáveis por criar, desde a saída na defesa, linhas de passe e superioridade numérica no setor onde está a bola, sem desocupar suas zonas de atuação.

Com Torrent, imagina-se que os jogadores de ataque sejam mais ortodoxos, especialmente os atacantes pelas pontas, que provavelmente terão de esperar pacientemente a bola chegar até eles. A partir daí, com a velocidade e a habilidade de atletas como Bruno Henrique, Vitinho e Gabigol, abre-se o caminho para a intuição na hora da definição.

Em comum, Torrent e Jorge Jesus gostam da ideia de que seus times recuperem a bola o mais perto possível do gol adversário, além da intenção de jogar com a defesa alta, subindo por vezes até o meio de campo. E a vontade, claro, de fazer o Flamengo vencedor.

*Folhapress

Leia também1 Marcelinho agradece por MP que enfraquece a Rede Globo
2 Técnico português cita Covid no Brasil ao recusar Flamengo
3 Goleiro Bruno Fernandes é contratado pelo Rio Branco-AC
4 Rica Perrone expõe hipocrisia da Globo no retorno do futebol
5 "Flamengo é imparável", diz Jorge Jesus em despedida

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo