Leia também:
X Copa América: Conmebol tem 13 dias para vacinação de seleções

Doria repete Bolsonaro e defende Copa América no Brasil

Governador disse que é preciso "ser coerente"

Pleno.News - 01/06/2021 17h17 | atualizado em 01/06/2021 18h05

Governador de São Paulo João Doria defende Copa América no Brasil Foto: Divulgação/Governo do Estado de SP

O governador João Doria (PSDB) voltou a defender nesta terça-feira (1º) a realização da Copa América no estado. Ele justificou que seria incoerente permitir jogos de torneios nacionais e vetar a competição continental de seleções.

– Temos em São Paulo, autorizados pelo governo, os campeonatos estaduais, [o] sul-americano e [os] torneios para os mais jovens. Temos a Copa do Brasil e o Brasileirão. Se tivermos discurso coerente, temos que ter para o futebol em São Paulo então. Todos os torneios têm que parar – disse.

O governador ainda “alfinetou” Bolsonaro, mesmo concordando com o posicionamento do presidente neste caso.

– Discriminar especificamente a Copa América porque é fruto de um entendimento do negacionista de Brasília [em referência a Jair Bolsonaro], nós perdemos o bom senso e a análise. Obedecendo [a] todos os protocolos rigorosamente, não há razão para não ter um torneio aqui, em São Paulo – acrescentou o governador paulista.

O discurso de Doria é semelhante ao de Bolsonaro. Nesta terça-feira, o presidente disse que, se depender dele e dos ministros, está acertada a Copa América no Brasil.

– O protocolo é o mesmo da Libertadores, o mesmo da Sul-Americana [campeonatos internacionais de futebol], a mesma coisa – declarou.

ANÚNCIO DA CONMEBOL
A Conmebol anunciou na segunda-feira (31) o Brasil como sede da Copa América após Colômbia e Argentina recusarem a competição por causa da pandemia.

A decisão gerou críticas e também dividiu o país. Os governadores do Rio Grande do Sul, de Pernambuco e do Rio Grande do Norte já alegaram não terem condições de receber um evento desse porte em meio à pandemia.

Nas redes sociais, o evento ganhou apelidos como “Corona Cup” e “Cepa América”, além de memes críticas à competição.

Doria, no entanto, ignorou as críticas.

– Saúde é saúde, e eu trabalho com a coerência. Se os jogos do Brasileiro e [da] Copa do Brasil são realizados aqui, por que impedir a realização de um torneio, simplesmente a Copa América? O que difere um chileno, um equatoriano, do jogador brasileiro? São todos seres humanos. Todos têm que estar protegidos – encerrou.

O vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), apresentou requerimento para que o colegiado convoque o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, para explicar sobre a realização do evento. A iniciativa é apoiada pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI, que afirmou ao Estadão que vai se esforçar para que ela seja aprovada.

A Conmebol pretende vacinar as dez delegações participantes da Copa América 2021 até o início do torneio, dia 13. As seleções do Chile, da Bolívia, do Equador, do Paraguai, do Uruguai e da Venezuela já receberam a primeira dose do imunizante da Sinovac; as da Argentina, do Brasil, Colômbia e do Peru ainda não. As datas dos jogos serão confirmadas.

*Estadão

Leia também1 Bolsonaro aprova Copa América e critica pressão feita pela Globo
2 Lewandowski cobra de Bolsonaro explicações sobre Copa América
3 Copa América: Conmebol tem 13 dias para vacinação de seleções
4 Renan Calheiros pede a Neymar: "Não vá jogar a Copa América"
5 Ex-repórter da Globo detona 'hipocrisia' da emissora com a Copa América

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.