CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Elenco do Barcelona anuncia redução de 70% dos salários

Clubes menores se juntam e pedirão ajuda financeira à CBF

Intenção é minimizar a crise provocada por conta da pandemia do coronavírus

Pleno.News - 30/03/2020 17h00

Clubes menores irão pedir ajuda financeira à CBF Foto: Pixabay

Os presidentes de Barbalha-CE, Lúcio Barão, e Salgueiro-PE, José Guilherme da Luz, iniciaram um movimento para juntar 250 clubes de todo Brasil -exceto os das Séries A e B- e solicitar à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) uma ajuda financeira de cerca de R$ 25 milhões para minimizar a crise provocada por conta da pandemia do coronavírus.

O movimento foi iniciado no último fim de semana, através de um grupo de Whatsapp com todos presidentes – e alguns representantes – dos clubes. Fazem parte times das primeiras divisões dos estaduais espalhados pelo Brasil.

Lúcio Barão informou que 150 clubes já toparam a ideia e que um documento assinado por todos eles deve ser enviado à CBF até esta terça-feira (31).

A conta feita pelos líderes do grupo prevê um aporte financeiro de cerca de R$ 25 milhões, com a seguinte matemática citada no documento que será enviada à CBF.

– Os 250 clubes signatários desta carta, que disputam os campeonatos estaduais, todos com atividades paralisadas, são responsáveis por mais de 7,5 mil postos de trabalho diretos no país, razão pela qual reivindicamos apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no valor de R$ 75 mil mensais, por dois meses, para fazer face às despesas atinentes aos contratos em vigência – explicou.

Os clubes ainda pretendem solicitar “isenção de taxas cobradas por Federações e CBF na inscrição de atletas, rescisões de contratos, taxa anual de clubes e outras taxas”.

– Acredito que condições ela tem [de ajudar]. Se vai ajudar, não posso garantir. Uma coisa é negar ajuda pra um, dois presidentes, outra coisa é uma ajuda mais ampla. É uma tentativa. Pode ser negativo ou positivo. Aí a CBF tem que analisar essa situação, mas vamos exigir e vamos falar os problemas que estamos enfrentando, o tanto de gente desempregada – disse Barão.

José Guilherme da Luz, presidente do Salgueiro, também comentou.

– Estamos buscando o máximo de representantes principalmente dos clubes menos representados. Os excluídos de decisões do futebol, mas grandes geradores de emprego e renda – acrescentou.

A reportagem também conversou com alguns presidentes de clubes da Série B. Eles reconheceram o convite ao grupo e demonstraram apoio, mas deixaram claro que estão mais ligados ao movimento que envolve os times da primeira e segunda divisões.

*Folhapress

Leia também1 Covid-19: Dinamarca anuncia abertura gradual do comércio
2 Número de infectados na Itália começa a cair

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo