Leia também:
X Malafaia chama o jornalismo da esquerda de medíocre

Câmara aprova auxílio de R$ 600 a profissionais do esporte

Benefício valerá para atletas, técnicos, preparadores físicos e outros

Henrique Gimenes - 16/07/2020 16h52 | atualizado em 16/07/2020 16h58

Câmara aprova auxílio de R$ 600 para atletas e profissionais do esporte Foto: Pixabay

Nesta quinta-feira (16), a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que libera o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 a atletas e outros profissionais que tenha ligação com esportes. A medida tem por objetivo atenuar os efeitos da crise provocada pela Covid-19.

A proposta prevê que o pagamento do benefício será feito por um período de três meses, mas que o prazo pode ser ampliado para se igualar ao total de parcelas do auxílio emergencial destinadas a trabalhadores informais.

Entre as categorias que terão direito ao benefícios estão: atletas, paratletas, técnicos, preparadores físicos, fisioterapeutas, massagistas, nutricionistas, psicólogos, árbitros e auxiliares de arbitragem.

Para ter direito ao auxílio, é necessário atender aos seguintes critérios:

Não receber o auxílio emergencial já pago a informais e autônomos;
Ter mais de 18 anos, exceto nos casos de atletas ou paratletas com idade mínima de 14 anos vinculados a uma entidade esportiva;
Ter atuado de forma profissional ou não profissional na área esportiva nos últimos 24 meses. A comprovação poderá ser feita por meio de documento ou por autodeclaração;
Não possuir emprego formal ativo;
Não receber benefício previdenciário, seguro-desemprego ou algum programa de transferência de renda federal, incluindo o Programa Bolsa-Atleta. A regra só não vale para beneficiários do Bolsa Família;
Possuir renda familiar mensal per capita de até meio salário-mínimo ou renda familiar mensal total de até três salários-mínimos;
Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019 ;
Possuir inscrição em pelo menos um dos cadastros de esporte, como nos nos Conselhos Regionais de Educação Física (CREFs).

A proposta aprovada pela Câmara também trouxe medidas para ajudar entidades esportivas, como a renegociação de dívidas com a União. O projeto segue agora para análise do Senado.

Leia também1 Mortes de internados com Covid-19 em UTIs cai um terço
2 EUA vai doar hospital de campanha para o Maranhão
3 EUA acusam Rússia de tentar roubar dados de vacina
4 MS: Campo Grande decreta 'lockdown' nos fins de semana
5 'A história vai dizer quem estava certo', diz Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.