Leia também:
X Botafogo vence o Vasco com gol de Diego Souza

Atletas da Seleção defendem Neymar, acusado de estupro

Atacante disse que está sendo vítima de extorsão

Henrique Gimenes - 02/06/2019 15h14 | atualizado em 02/06/2019 15h15

Neymar é acusado de estupro Foto: EFE/ Antonio Lacerda

O atacante Neymar recebeu o apoio do elenco da seleção brasileira após ter sido acusado de estupro por uma mulher.

Os três atletas direcionados pela CBF para dar entrevista tentaram se esquivar das perguntas sobre o jogador, por orientação da confederação. Mas apoiaram o atacante.

– Isso não vai contaminar o grupo e sabemos muito bem como é o Neymar como pessoa. Certeza que vai provar ser inocente. Os fatos apresentados são de estranheza e pareceu premeditado. Assim que tudo for esclarecido, Neymar vai ter a paz que merece e continuar o trabalho que tem feito (…) Acredito que ele terá todo nosso apoio e respaldo, todo nosso suporte para que tudo o que foi falado, a acusação que foi feita, que não interfira dentro de campo. Vamos aguardar, mas o que diz do nosso ambiente nada vai mudar e terá nosso apoio total durante todo período da Copa América – ressaltou o volante Fernandinho.

Neymar se reapresentou por volta de 12h deste domingo (2) e se juntou ao elenco da seleção após o grupo ter recebido folga na tarde de sábado (1º).

– É difícil falar, por ser o Neymar toma proporções maiores, e nesse momento tem que ter cuidado. É um assunto pessoal e vamos dar total apoio ao Neymar (…) A gente sabe que é difícil, um momento que só ele sabe. Ele é um cara simples, muito gente boa e uma boa pessoa – disse o atacante Everton.

O atacante Lucas Paquetá disse se tratar de um assunto pessoal do atacante do PSG.

– Temos que continuar um ambiente natural. Se você almoçar com a gente, vai ver a felicidade de cada um por estarmos juntos. É um assunto pessoal dele, eu falo pelo que vivo com todos, não vai mudar o nosso ambiente – apontou.

Neymar é aguardado para o treino das 16h deste domingo (2), na Granja Comary. Pela manhã, um carro da Polícia Civil do Rio de Janeiro foi até a Granja Comary. O delegado Bruno Gilaberte, do 11º Distrito Policial, buscava informações sobre o atacante e foi recebido por membros da confederação.

Fernandinho diz que só ficou sabendo da presença da polícia depois.

– Não vi também, só o vi [Neymar] na hora do almoço. Não vi polícia. Almoçamos, fizemos fisioterapia e a vida seguiu normal. O mais triste é o nome da pessoa em jogo, e às vezes é jogado ao vento por uma acusação tão grave (…) O personagem Neymar é tão grande que fica difícil conhecer a pessoa Neymar. Só um grupo de pessoas pode conhecer a pessoa Neymar. Quem tem a oportunidade de conhecê-lo como pessoa sabe a grandeza e a admiração. É uma pessoa simples e normal. Nós que estamos do lado podemos dizer que ele é uma pessoa muito querida e amada – destacou o volante.

Neymar é acusado de estupro por uma mulher brasileira. Ela registrou um boletim de ocorrência na sexta (31), na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo. O caso teria ocorrido em Paris, na França.

O atacante nega as acusações. Em vídeo publicado em uma de suas contas nas redes sociais, ele mostrou mensagens que teriam sido trocadas após a data apontada na acusação, com o envio de fotos íntimas da mulher –ela aparece seminua, com as imagens do rosto borradas.

– É necessário abrir e expor para provar que realmente não aconteceu nada demais O que aconteceu nesse dia foi uma relação entre homem e mulher, dentro de quatro paredes, algo que acontece com todo casal. No dia seguinte, não aconteceu nada demais, a gente continuou trocando mensagem – afirmou Neymar.

*Folhapres

Leia também1 Neymar será investigado por divulgar fotos íntimas
2 Luma Elpídio envolvida em polêmica de Neymar. Entenda!
3 Neymar rebate acusação de estupro: "Extorsão"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.