Leia também:
X Pelé volta a ser internado para tratamento contra câncer

Djokovic desistirá de torneios se for obrigado a se vacinar

Em entrevista à rede BBC, tenista também falou que não é antivacina

Pleno.News - 15/02/2022 11h36 | atualizado em 15/02/2022 12h36

Novak Djokovic Foto: EFE/Juanjo Martín

Em entrevista à rede BBC, o tenista Novak Djokovic disse que não é antivacina, mas avisou que abrirá mão de participar de competições caso seja obrigado a ser vacinado contra a Covid-19. No conteúdo, que foi publicado nesta terça-feira (15), o atleta afirmou que apoia o direito de escolha de um indivíduo.

– Eu nunca fui contra a vacinação. Mas sempre apoiei a liberdade de escolher o que você coloca em seu corpo. […] Eu nunca fui contra a vacinação. Eu entendo que, globalmente, todos estão tentando fazer um grande esforço para lidar com esse vírus e chegar, espero, a um fim em breve para esse vírus – falou o tenista.

Questionado se aceitaria ficar de fora de torneios como Wimbledon e o Aberto da França por não ter sido imunizado, Djokovic declarou que sim.

– Sim, esse é o preço que estou disposto a pagar.

Em janeiro, o tenista foi impedido de participar do Aberto da Austrália após ter sido deportado do país porque não tinha comprovante de vacinação. À rede BBC, Djokovic falou a respeito do caso.

– Fiquei muito triste e desapontado com a forma como tudo terminou para mim na Austrália. O erro de declaração de visto não foi feito deliberadamente. Ele foi aceito e confirmado pela Justiça Federal e pelo próprio ministro no Ministério da Imigração da Austrália. Então, na verdade, o que as pessoas provavelmente não sabem é que eu não fui deportado da Austrália porque não fui vacinado, ou quebrei alguma regra, ou cometi um erro na minha declaração de visto. Tudo isso foi aprovado e validado pelo Tribunal Federal da Austrália e pelo ministro da Imigração. A razão pela qual fui deportado da Austrália foi porque o ministro da Imigração usou seu poder para cancelar meu visto com base em sua percepção de que eu poderia criar algum sentimento antivacinas no país ou na cidade, [algo] do qual discordo completamente – declarou.

Leia também1 Austrália barra Djokovic, mas tem atleta com Covid nos Jogos de Inverno
2 Djokovic diz que contará o que aconteceu na Austrália
3 MP sérvio garante validade de PCR de Djokovic na Austrália
4 Após polêmica, Novak Djokovic começará temporada em Dubai
5 Covid: Djokovic compra 80% de empresa que estuda tratamento

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.