Leia também:
X CBF decide ampliar afastamento de Caboclo em mais 60 dias

COI libera manifestação política de atletas nos Jogos Olímpicos

Entidade ressalta, porém, que atos não poderão ser feitos contra pessoas, países ou organizações

Pleno.News - 03/07/2021 11h02

Olimpíadas de Tóquio poderão ter manifestação política Foto: Divulgação

O Comitê Olímpico Internacional (COI) permitirá que os atletas e equipes façam manifestações políticas, solidárias e sociais nos locais de competição dos Jogos Olímpicos de Tóquio, com algumas restrições.

A comissão executiva da entidade aprovou na sexta-feira (2), após recomendações da comissão de atletas, as novas diretrizes da norma 50.2 para os Jogos, que suavizam a a postura mantida até então pelo COI em relação à proibição desse tipo de manifestações nas competições.

– A nova versão das Diretrizes do COI proporciona mais clareza e orientação aos atletas em Tóquio sobre a ampla gama de oportunidades que têm para expressar suas opiniões, inclusive no local de competição antes do início da disputa – afirmou a entidade em comunicado.

Durante os Jogos Olímpicos, os atletas poderão expressar suas opiniões nos locais de competição antes do início da disputa ou durante a apresentação individual ou da equipe, sempre que a expressão ou o gesto seja coerente com os princípios olímpicos.

As manifestações não poderão ser direcionadas, direta ou indiretamente, contra pessoas, países, organizações ou sua dignidade e não poderão ser feitas durante o hino nacional e a apresentação de outros atletas e equipes, de modo a não interferir na concentração ou preparação dos outros.

Também estão proibidas manifestações que interrompam a apresentação de outros atletas e equipes ou o próprio protocolo, como mostrar uma bandeira ou um cartaz. As zonas mistas, entrevistas coletivas e individuais poderão ser usadas para que os atletas divulguem publicamente suas mensagens.

– Esperamos que os atletas, ao expressarem as suas opiniões, respeitem as leis aplicáveis, os valores olímpicos e seus companheiros. Qualquer comportamento que constitua um sinal de discriminação, ódio, hostilidade ou possível violência por qualquer motivo vai contra os princípios do movimento olímpico – analisou o COI.

As diretrizes também descrevem o procedimento disciplinar que será aplicado em caso de descumprimento das condições citadas. O COI administrará com transparência a avaliação dos casos e a determinação das possíveis consequências.

*EFE

Leia também1 Voto impresso auditável tem maioria favorável em comissão
2 Em meio a anúncio de Eduardo Leite, Bolsonaro visitará o RS
3 Barros entra com mandado de segurança para depor à CPI
4 Covaxin: STF autoriza inquérito para investigar Jair Bolsonaro
5 Vacina vencida não faz mal, mas deve ser reaplicada, diz órgão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.