Leia também:
X Dejan Petkovic pede demissão e deixará a Globo após quatro anos

Autódromo Nelson Piquet pode mudar de nome, após polêmica

Ex-piloto usou o termo "neguinho" para se referir a Lewis Hamilton

Monique Mello - 08/07/2022 17h11 | atualizado em 09/07/2022 09h34

Tricampeão da Fórmula 1, Nelson Piquet Foto: EFE/Antonio Lacerda

O Autódromo Internacional Nelson Piquet, situado no Distrito Federal, pode deixar de ter esse nome, após os comentários do ex-piloto e tricampeão da Fórmula 1 sobre Lewis Hamilton serem considerados racistas. Tramita na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) um projeto de lei, do deputado distrital Fábio Felix (PSOL), que pretende alterar o nome do tradicional espaço.

– Infelizmente, essa denominação não merece ser mantida, porque recentes declarações notoriamente racistas e homofóbicas por parte do ex-piloto tornaram sua associação com o Distrito Federal motivo de constrangimento para nossa população – diz trecho do PL apresentado pelo psolista.

O autódromo foi inaugurado em 1974 com o nome Autódromo Internacional de Brasília, passando a chamar-se Nelson Piquet em 1996.

RELEBRE O CASO
A fala de Nelson Piquet ocorreu no ano passado, quando o ex-piloto comentava um acidente envolvendo o heptacampeão com Max Verstappen – que é seu genro – durante o Grande Prêmio de Silverstone, na Inglaterra.

– O neguinho meteu o carro e deixou porque não tinha jeito de passar dois carros naquela curva. Ele fez de sacanagem. A sorte dele é que só o outro [Verstappen] se f**** – afirmou Piquet ao canal Motorsports Talk, em novembro.

Com a repercussão do caso, Hamilton usou as redes sociais para rebater o brasileiro.

– Vamos focar em mudar a mentalidade – publicou em português, antes de completar em inglês – É mais do que a linguagem. Essas mentalidades arcaicas precisam mudar e não tem mais lugar em nosso esporte. Fui cercado dessas atitudes e alvo durante toda minha vida. Já houve muito tempo para aprender. O tempo para ação chegou.

Em entrevista à Motor Sport Magazine nesta terça-feira (5), Piquet negou ser racista.

– Isso é tudo besteira, eu não sou racista. Não há nada, nada que eu disse errado. O [termo] que eu usei é uma palavra muito suave, até usamos com alguns amigos brancos – declarou.

Leia também1 Nelson Piquet é alvo de ação por falas sobre Lewis Hamilton
2 Kozlowski pede perdão por comentário sobre fala de Piquet
3 Neguinho da Beija-Flor não vê racismo de Piquet: "Carinhoso"
4 Ciro diz que Lula "planejou" entregar o Brasil a Bolsonaro
5 "Bomba" de fezes: Suspeito de jogar item não é pró-Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.